Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Violência e Morte no Vasco e Flamengo

O que era para ser uma grande festa do futebol no clássico entre Vasco e Flamengo no final de semana terminou em tragédia.

O jogo terminou com vitória do Flamengo na casa do seu rival. Por sinal uma vitória que não acontecia nestas condições há 44 anos. Mas infelizmente os eventos extrapolaram o futebol.

Depois do final da partida os torcedores vascaínos revoltados com a vitória do adversário começaram com uma verdadeira batalha campal. Eles jogaram bombas no gramados e iniciaram uma briga com a polícia.

O objetivo era impedir que os jogadores do Flamengo chegassem ao seu vestiário. O clima de terror era geral. Nos confrontos entre torcedores e polícia os pms lançaram mão de uso de gás de pimenta e bombas de efeito moral.

Violência e Morte no clássico

A briga generalizada gerou uma fuga geral tanto dos torcedores dos dois lados. Eles tentavam entrar nas cabines de rádio e TV presentes no estádio.

A torcida do vasco também tentou invadir o espaço reservado a torcida do Flamengo. A torcida do Vasco conseguiu até mesmo a façanha de brigar entre si em razão das diferentes correntes políticas vigentes no clube.

A batalha continuou fora do estádio de Sao Januário. Inclusive começou-se a ouvir disparos de arma de fogo. Nesse interim que a tragédia aconteceu. Quatro torcedores do Vasco foram baleados nos confrontos com a Policia no entorno do estádio.

Infelizmente um deles faleceu. Ele acabou alvejado na lateral do torax e já chegou morto ao hospital sem nenhuma chance de salvação. Os outros torcedores foram baleados na perna e também por estilhaços. Mas já receberam alta.

Testemunhas afirmam que as balam que mataram o torcedor partiram da Policia Militar:

“Ele (a vítima) era um cara muito bom, já tinha um bom tempo que não vinha aos jogos e, agora, acontece isso aí. Quem estava lá na hora contou que um PM chegou atirando em todo mundo. Os amigos ainda tentaram trazê-lo para o hospital, mas ele morreu ainda no carro”

O nome do torcedor não foi divulgado pela família. Depois da tragédia o presidente do Vasco Eurico Miranda veio a público pedir desculpas pelo comportamento da torcida, mas garantiu que o estádio de São Januário é um estádio seguro.

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.