Tony Ferguson vs Kevin Lee – UFC

Aposta Ganha Brasil » Palpites UFC » Tony Ferguson vs Kevin Lee – UFC

Tony Ferguson vs Kevin Lee – UFC 216: No main event da noite temos em disputa o cinturão interino de pesos leves…

Divisão que tem como campeão linear Conor Mcgregor, que por andar “ocupado” a tentar outros desportos acaba por abrir espaço para que o combate deste fim de semana aconteça.

Tony Ferguson de 33 anos vai aparentemente disputar finalmente o cinturão de pesos leves do UFC.

Vencedor da 13ª temporada do TUF, Ferguson em treze lutas que disputou no UFC venceu doze e leva atualmente uma série consecutiva vitoriosa de nove lutas,

entre os quais soma sucessos frente a Edson Barboza, Rafael dos Anjos ou Gleison Tibau.

Depois de já ter estado escalado para esta disputa de cinturão em março passado, na altura frente a Khabib Nurmagomedov, a luta acabou por cair após o russo ser hospitalizado por problemas com o corte de peso.

Uma vez que Nurmagomedov ainda não se apresenta pronto para combater, eis que o UFC escalou Kevin Lee para ser o parceiro de disputa de Ferguson.

Ferguson apresenta-se como um “freestyle fighter” com um estilo pouco ortodoxo e bastante difícil de emular.

Apresenta um “striking” bem desenvolvido e volumoso com a particularidade de atacar de sítios e formas muitas vezes inesperadas. Faixa castanha de BJJ sob Eddie Bravo,

tem um jogo de submissões bastante perigoso, com chaves de estrangulamento que se adequam perfeitamente ao seu corpo longilíneo e flexível.

No seu estilo pouco ortodoxo é algumas vezes suscetível de ser acertado pelos golpes contrários, mas contrapõe com o facto de ter um queixo bastante confiável e de nunca ter sido nocauteado na carreira.

Kevin Lee de 25 anos, chega a esta disputa de cinturão de forma um pouco inesperada, mas oportunista, pois acaba por aproveitar da melhor maneira o momento ao autopromover-se da melhor forma.

Com um estilo forjado no wrestling universitário, o “Motown Phenom” como muitos wrestlers norte americanos transacionou da luta livre para o MMA e tornou-se profissional em 2012.

Com um início invicto de carreira a oportunidade no UFC chegou rapidamente e apesar de ter somado uma derrota frente a Al Iaquinta na sua estreia, somou desde aí nove vitórias em dez combates com as cinco últimas de forma consecutiva.

Na última vitória e depois de ter finalizado Michael Chiesa,

foi inteligente ao envolver-se num “trash-talk” com Tony Ferguson que naquele momento fazia comentários no estúdio da Fox o que logo aí estabeleceu um ponto de interesse para a possível luta.

A confirmação de que iria disputar o cinturão interino com Ferguson acaba por surgir após relatos de que Khabib Nurmagomedov não estaria disponível para a data marcada pelo UFC

para o combate o que abre uma gigantesca oportunidade para Lee se posicionar no topo da divisão.

Lee é aquele típico “grinding wrestler” muito forte e dominador e que basicamente usa desse domínio para fechar as potencialidades do adversário, acabando muitas vezes por aproveitar para terminar a luta através de submissão ou castigando o oponente até uma decisão.

O senão é que se não consegue estabelecer esse “gameplan” acaba por ver aumentadas exponencialmente as suas dificuldades pois mesmo sendo dono de um “striking” sólido,

esse não é de todo o seu forte e é lá que residem os seu maiores “buracos” a aproveitar pelos adversários.

Um match-up interessante e curioso uma vez que ambos os lutadores têm “backgrounds” similares de wrestling na mesma universidade do estado do Michigan nos EUA.

Ambos são também lutadores com envergaduras e alturas bem acima da média para um normal peso leve.

Contudo os dois também têm estilos de luta bem diferentes e no final de contas será aquele que conseguir imprimir o seu plano de jogo a levar o cinturão para casa.

Ferguson trás por norma um estilo e ritmo frenético à luta, sempre muito móvel e a exercer muita pressão e desgaste ao adversário.

Não acredito que aqui mude essa sua impressão digital de luta, de deixar constantemente o oponente a recuar perante o uso permanente de “jabs” e cotoveladas inesperadas.

Já Lee exerce uma pressão mais unidimensional, usando o seu “striking” como preparação dos seus “takedowns”, sempre muito poderosos e profundos,

para depois “moer” autenticamente o adversário em “ground n´pound” ou rapidamente tomar as costas do oponente para finalizar com aquela que é a sua submissão de assinatura, o “mata-leão”.

Palpites e Dicas de Apostas Tony Ferguson vs Kevin Lee:

A questão aqui vital para mim passa pela imprevisibilidade ou falta dela que cada um dos lutadores pode pôr na mesa

e nesse aspecto a vantagem vai claramente para Ferguson que para mim é um lutador bastante mais completo e criativo, com todas as ferramentas para fazer face ao estilo “wrestler” de Lee.

Kevin se não partir cedo para a tentativa de queda vai ter dificuldades em acompanhar o “striking” mais evoluído e de ângulos mais imprevisíveis de Ferguson

e sempre que estabelecer mudanças de nível de altura corporal para assumir aqueles “double legs” corre também o risco de ser apanhado pelo “D’Arce choke,

um tipo de estrangulamento na qual Ferguson é um verdadeiro especialista na forma em como utiliza os seus longos membros superiores.

De referir que o rácio de defesa de quedas de Ferguson ronda os 80% de acerto o que atesta ainda mais da dificuldade que Lee vai ter em conseguir pôr em prática aquele que vejo como o único plano de jogo que possa pôr em ação na luta.

Em suma, Ferguson é um lutador mais experiente, mais apetrechado, e que já bateu adversários incomparavelmente melhores do que a concorrência que Lee derrotou para chegar até aqui.

Seja por finalização ou na decisão dos juízes, a vitória não deverá fugir ao “El Cucuy” que desta forma se assumirá como uma forte possibilidade a ser o próximo adversário de Conor Mcgregor para aí se unificar o cinturão de pesos leves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Casas de Apostas
1xBET

Bônus de 100% do depósito até um máximo 500 Reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : 1x_87120

BET365

O bônus de boas vindas da casa oferece bônus de 100%. Depósitos de valor igual ou superior a 20 reais e um máximo de bônus de 200 reais.

BETFAIR

Bônus de boas vindas é um bônus de 100% até um máximo 400 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus: FWB200

22BET

O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais.

BETBORO

Bônus de depósito de 50% até um máximo de 500 reais. Depositando um mínimo 50 reais, você recebe 50% do valor do depósito.

NETBET

Bônus de 50% de bônus Depositou 10, recebe outros 5, 50 recebe outros 25, e assim sucessivamente até um máximo de 200 reais

BETWAY

O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.

Ultimos Artigos