Teremos Virada de Mesa na Série B?

Aposta Ganha Brasil » Destaques das Apostas e Esporte » Teremos Virada de Mesa na Série B?

O Londrina entrou com um uma ação para que fosse revisto o resultado final na classificação da Serie B do Campeonato Brasileiro. Na pauta estão infrações, no ponto de vista dos advogados do Londrina, cometidos pelo Figueirense, o que resultaria em perda de pontos e mudança na tabela final.

Londrina x Figueirense: Uma disputa que vai além das quatro linhas

Não é uma situação propriamente inusitada no futebol brasileiro, pois já aconteceram outras vezes, de clubes tentarem por meio da justiça, salvarem-se das suas incompetências dentro do campo.

Teremos Virada de Mesa na Série B

Desta vez, o Londrina, que terminou na 17ª colocação do Campeonato Brasileiro da Serie B, solicitou judicialmente para que o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) fizesse uma revisão acerca dos acontecimentos envolvendo o Figueirense em meio à competição.

Com isto, o clube paranaense espera que o Figueirense seja punido com perda de pontos, e a consequência lógica seria a sua salvação na tabela, trocando de posição com o próprio Figueira, que conseguiu se salvar ainda com a competição em andamento.

As alegações do Londrina são de que o Figueirense deva ser punido pelo W.O sofrido durante a competição, e em segundo caso, também seja julgado devido ao Fair Play Financeiro, acerca de salários atrasados, que foram expostos publicamente durante o desenrolar do campeonato.

Crise no Figueirense: Entenda os casos

O Figueirense nesta temporada passou por uma grave crise financeira.

O clube que havia entrado em acordo com uma empresa privada para gerenciamento do futebol e suas contas, se viu de mãos atadas com a quebra no acordo e pouco amparo em relação ao seu parceiro.

Sua situação ficou escancarada quando o então treinador, Hemerson Maria, veio à público expondo seu pedido de demissão devido às péssimas condições do clube catarinense.

Nas palavras do treinador, o figueirense e seu parceiro, deixaram jogadores, comissão técnica e funcionários em geral, sem salários durante alguns meses, estrutura precária para treinamento, inclusive pouca assistência às categorias de base.

Esta situação foi se arrastando por mais algumas rodadas, até que os jogadores decidiram fazer uma “greve” e não entrar em campo em certa rodada do campeonato, após promessas não cumpridas pelo seu presidente.

O jogo em questão foi na 17ª rodada, diante do Cuiabá, e posteriormente os pontos foram homologados ao Cuiabá, e o Figueirense alertado para uma severa punição caso a situação voltasse a acontecer.

Dali em diante, o clube catarinense teve uma recuperação impressionante, saiu da última colocação para fora da zona de rebaixamento, e se manteve na segunda divisão para 2020.

O Londrina entraria com esta ação caso não fosse rebaixado?

Não entro no mérito se esta questão jurídica tem embasamento ou não, porém, mais uma vez me entristece que clubes brasileiros tentem conseguir na justiça, o que não conquistaram dentro de campo.

Na ocasião, o Londrina não estava severamente ameaçado pelo rebaixamento. Ocupava a 9ª colocação, brigava ainda por uma vaga na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

A reivindicação dos atletas do Figueirense, de certa forma foi válida, exigiam profissionalismo e que o clube cumprisse com as suas obrigações.

Foi punido por isto, e não teve graves consequências na tabela aquela altura.

Os advogados do Londrina se apegam em um artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, no qual expõe punição à algum clube que deixe de disputar sem justa causa, partida, beneficiando à terceiros.

Na ocasião, além da perda dos pontos, o Figueirense foi multado em 3 mil reais pela justiça desportiva, ou seja, foi julgado e o caso teria de se encerrar ali.

Como um “plano B”, o Londrina tenta encaixar a situação financeira do Figueirense para perda de pontos.

Tal de baseou no Fair Play Financeiro, especificado no CBJD, onde prevê punição ao clube com perda de pontos, quando deixa de pagar seus funcionários por um período superior à 30 dias.

Na ocasião, foi homologado uma ação na Justiça do Trabalho por parte dos atletas, em função de “acordos ilusórios” partindo da administração do clube.

O STJD determinou a não homologação do resultado final do Campeonato Brasileiro Serie B, ao menos em relação aos clubes envolvidos na ação, até que haja uma definição do caso.

Fica a dúvida, se o Londrina ou qualquer outro clube entraria com uma ação deste tipo quando tenha tido um desempenho satisfatório dentro de campo.

Não tenho capacidade técnica de julgar se o pedido do Londrina está correto, se há procedência, ou se o Figueirense tenha de fato, de ser punido.

Porém, tenho certeza que no futebol brasileiro, segue cada um olhando somente para o próprio umbigo, e assim vamos seguindo afundados na bagunça e por vezes amadorismo do nosso cenário futebolístico.

Outros links Apostaganha onde você pode obter mais informações exclusivas:

Entre no nosso Telegram Oficial se quer receber todas Dicas, Palpites, Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promoções e muito mais…Clique aqui e assine o CANAL oficial do Apostaganha Brasil.

Mas se quer conversar conosco também no Telegram através do CHAT clique aqui…Assista também a todos os nossos podcasts e dicas de apostas no nosso canal de Youtube. Se gosta de outras redes sociais segue-nos no Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Casas de Apostas
3,5 rating
Bônus de 100% do depósito até um máximo 200 Reais, mais Freebet de 50 Reais.
3,5 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 650 reais.
3,3 rating
Não tem bônus de Boas vindas para a apostas esportivas online.
3,5 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 150% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 150 reais.
3,8 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.
4,0 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais.
3,8 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.
3,3 rating
Bônus de 100% sobre o valor do seu depósito até um máximo de 200 reais.
Código Promocional para aceder ao Bônus: BR200
3,3 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 777 reais.
5,0 rating
Bônus de 100% do depósito até um máximo 1200 Reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : 1x_87120
5,0 rating
O bônus de boas vindas da casa oferece bônus de 100%. Depósitos de valor igual ou superior a 20 reais e um máximo de bônus de 200 reais.
3,3 rating
Bônus de boas vindas é um bônus de 100% até um máximo 400 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus: FWB200
3,5 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais.
3,5 rating
Bônus de 50% de bônus Depositou 10, recebe outros 5, 50 recebe outros 25, e assim sucessivamente até um máximo de 200 reais
3,5 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.