Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Palpites e Dicas de Apostas Stipe Miocic vs Francis Ngannou – UFC

Corinthians vs Ponte Preta – Campeonato Paulista : Nesta madrugada de domingo tem lugar em Boston o 1º PPV do ano do Ultimate Fighting Championship

E a encabeçar o cartaz de lutas temos a disputa pelo título de homem mais temível do mundo, ou por outras palavras estará em jogo o cinturão de pesos pesados da organização.

Stipe Miocic, americano de origem croata, 35 anos, é o atual detentor do cinturão da categoria mais pesada do UFC.

Miocic é na sua essência uma reflexão da cidade de onde é natural, Cleveland, conhecida por ser uma cidade de “blue collar workers”, gente forjada no trabalho duro e na perseverança. A carreira de Stipe, ele mesmo um bombeiro de profissão, estabelece um paralelo com estas premissas.

Com praticamente 7 anos de octógono, Miocic não teve a vida facilitada no seu percurso, e o facto de ser um lutador pouco dado a “trash talks” fez com que tivesse que subir na sua carreira a pulso, e neste caso literalmente com as mãos até alcançar o título que neste momento vai defender.

Campeão amador de boxe e com pedigree de wrestling da Div.I da NCAA, rapidamente Stipe alcançou sucesso na transição para o MMA.

No UFC venceu 11 das 13 lutas que disputou e depois de ter tirado o cinturão a Fabricio Werdum, defendeu com sucesso o título nas suas últimas duas lutas, igualando o recorde de defesas de cinturão dos pesos pesados, podendo tornar-se consequentemente recordista nesse quesito caso consiga derrotar Francis Ngannou.

Francis Ngannou, 31 anos, natural dos Camarões, tem varrido o mundo do MMA ao mesmo ritmo que tem finalizado as suas lutas.

Com uma carreira profissional de apenas cinco anos, Ngannou veio desde das ruas de Paris em França como um perfeito desconhecido até a este momento onde é visto com amplo favoritismo pelos oddsmakers como o homem que deverá sair da luta de domingo como campeão mundial.

Introduzido no MMA através do boxe que inicialmente começou a treinar, o sucesso no cenário europeu fez com que a oportunidade no UFC tocasse ao telefone, com a estreia no octógono a surgir em dezembro de 2015.

Seis lutas depois, seis impressionantes vitórias conseguidas com finalizações entre os dois primeiros rounds dos combates, fazem com que Ngannou tenha enfim a oportunidade de desafiar o atual campeão Stipe Miocic.

Apesar da categoria de pesos pesados ser uma das mais “magras” do UFC, com pouca profundidade a nível de plantel, esta disputa de cinturão, arriscar-me-ia quase a dizer, é provavelmente a melhor de sempre que é disputada na categoria rainha do UFC.

Se Stipe é reconhecido já como um lutador experiente e completo, com grandes feitos alcançados no octógono, já com Francis é impossível ficar indiferente ao frenesim que o mesmo vem causando, fruto dos impressionantes nocautes que tem conseguido.

O facto de Ngannou ainda agora em dezembro ter conseguido um dos nocautes mais violentos de sempre no UFC e de termos um Miocic que não luta há cerca de oito meses,

está aqui também a influenciar muito a colocação das odds do combate o que de certa forma causa a impressão que o campeão está a ser algo subestimado e eu de certa forma concordo com essa tese.

A impressionante moldura física do africano, o facto da comunicação social ter difundido que Francis havia batido record de força num soco registado no Instituto de Performance do UFC onde vem treinando, tudo isto faz com que o desafiante seja visto como uma máquina imparável.

Contudo se a “finishing rate” 100% de Ngannou é impressionante, não é menos verdade que Miocic venceu as suas últimas cinco lutas por nocaute e com uma carreira bem mais longa do que a do camaronês, apresenta uma percentagem de finalização das suas lutas de 76%.

A força de Ngannou é quase monstruosa, mas aquilo que realmente impressiona é a forma como o mesmo se move com rapidez e destreza, algo incomum para um peso pesado.

Na luta frente a Miocic essa rapidez será importante pois o americano certamente tentará levar a luta para o solo de forma a fechar as maiores armas do africano e este certamente será chamado a fazer bastantes “sprawls” para fugir da pegada de Stipe.

Deverá ser difícil para o americano derrubar e manter no chão Ngannou mas aqui o jogo de wrestling de Miocic deverá ter um papel bastante mais amplo pois obrigará o desafiante a trabalhar e desgastar-se constantemente,

como proporcionará a Stipe usar o “clinch” para golpear de ângulos mais fechados e curtos, algo que o mesmo executa com mestria e bastante contundência, ao mesmo tempo que retirará a necessária distância para que Ngannou aplique os seus potentes golpes no contra-ataque.

Stipe tem uma capacidade cardiovascular comprovada para aguentar cinco rounds em ritmo forte e se bem que nunca vimos Ngannou em terrenos tão profundos, não podendo dessa forma atestar da sua durabilidade,

será justo aqui darmos a vantagem ao americano caso a luta se alongue no tempo pois já vimos o franco-camaronês abrandar o seu ritmo nas lutas e a sua impressionante complexão física fará naturalmente com que necessite de uma maior oxigenação muscular,

logo que tenha um “tanque de gás” inferior ao de Miocic.

Em contrapartida Ngannou apesar dos 31 anos é ainda relativamente novo no mundo do MMA o que faz com que tenha menos “quilómetros de luta” e o que isso lhe retira em experiência, adiciona em jovialidade tendo em conta que nunca foi nocauteado ao passo que Stipe já o foi por uma vez.

Algo aqui preocupante para o americano tem a ver com a forma como algumas vezes entra ligeiramente displicente no combate.

O boxe de Miocic normalmente obriga que o mesmo entre no “pocket” enquanto lança as suas combinações e isso faz com que também seja suscetível ao contra adversário.

Frente a Ngannou qualquer erro desse género arrisca a que seja o último que comete no combate pois um overhand ou o uppercut de assinatura do camaronês farão com que a luta termine ali mesmo

e tendo em conta a velocidade com que o mesmo trabalha as suas combinações faz com que esse seja um cenário perfeitamente possível.

Sendo assim, prevejo alguma retração na forma como Miocic vai abordar inicialmente o combate de forma a arrastar o mais possível a luta e tirar discernimento físico ao camaronês.

Ngannou não costuma ser um lutador apressado em busca da finalização e costuma capitalizar muito bem no contra e no erro adversário, tal como fez ainda recentemente com Overeem.

Penso que Miocic tem a noção disto e não irá partir inicialmente para a ofensiva como normalmente faz. Frente a por exemplo Werdum e Overeem, Miocic foi bastante golpeado de início por culpa do seu movimento ofensivo e se o mesmo acontecer aqui será “boa noite” para o americano.

Miocic deverá esperar que o camaronês se comprometa com os seus golpes para depois partir para o single-leg e respetivo derrube, um pouco como fez com o também striker perigoso Mark Hunt.

Será mais difícil devido ao alcance bem maior de Francis, mas julgo que o americano tem o jogo completo para aos poucos ir desarmando e castigando o seu adversário.

O perigo das mãos de Ngannou será constante, mas se Miocic conseguir ultrapassar os dois primeiros rounds penso que a balança da luta vai pesar a seu favor frente a um Ngannou que irá perder a velocidade à medida que o confronto avance.

Palpites e Dicas de Apostas Corinthians vs Ponte Preta :

Estamos aqui perante uma luta de pesos pesados e logo os intangíveis do que pode ser o combate aumentam e muito. Francis Ngannou é um lutador com bastante potencial, mas ainda existem muitas interrogações e camadas do seu nível de lutador que ainda não vimos.

Frente a um lutador tão multifacetado como Stipe e ao preço que estão as probabilidades do campeão, penso que o valor de aposta está em como o cinturão se manterá na posse de Miocic que desta forma se tornará o recordista de defesas do título de pesos pesados.

Prognóstico para Apostas Odd Un Casa de Apostas Estado
Stipe Miocic
2.50
10
Bet365 Ganha

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.