Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Palpites e Dicas de Apostas Fabricio Werdum vs Derrick Lewis – UFC

Fabricio Werdum vs Derrick Lewis – UFC: O octógono mais famoso do mundo está de volta…

Este fim de semana à T-Mobile Arena em Las Vegas.

Numa semana difícil para a cidade este evento acaba por ser uma forma de se voltar à normalidade, com muitas lutas interessantes, entre as quais, um confronto entre dois pesos-pesados que buscam voltar às vitórias.

Fabricio Werdum, 40 anos, é talvez um dos melhores pesos-pesados da história do MMA.

Ex-campeão do UFC, lutou também no Pride e no Strikeforce e tem vitórias frente aos melhores nomes da história do desporto como Fedor Emelianenko, Cain Velasquez ou Alistair Overeem.

Já com muita experiência de ringue, Werdum é conhecido por ser um dos maiores representantes do BJJ no MMA, duas vezes campeão mundial do ADCC e com metade das suas vitórias no MMA provenientes de finalizações.

Soube também desenvolver uma boa capacidade de troca de golpes, apoiado principalmente no Muay-Thai que aprimorou junto do Mestre Rafael Cordeiro da King´s MMA, e isso acabou por ser vital para que alcançasse o cinturão do UFC em 2015.

Foi sol de pouca dura pois perdeu a cinta passado um ano para Stipe Miocic, onde pagou caro o erro de se expor com negligência aos golpes do americano.
Nos seus dois últimos combates notou-se uma maior cautela nessa exposição,

e prova disso é que ambas as lutas foram a decisão.

Se primeiro frente a Travis Browne aplicou um “gameplan” que já tinha dado certo frente ao mesmo lutador, já na última luta, na derrota frente a Alistair Overeem,

pecou pela falta de ação por culpa própria, tentando algumas vezes chamar o adversário para a guarda, algo que o oponente evidentemente recusou, e não capitalizou nos golpes quando Overeem aparentava estar “tocado”.

Derrick Lewis, 32 anos, tem uma carreira profissional relativamente curta de apenas sete anos.

Chegou ao UFC em 2014 e numa categoria de pesos-pesados relativamente “magra” de oponentes acabou por fazer nome rapidamente, muito por culpa da sua figura imponente e nocautes impressionantes, mas também por lutar com relativa frequência, não estando parado muito tempo entre lutas.

Com o “Black Beast” não há muito por onde enganar no seu estilo de luta, um apanágio do peso-pesado, socos e golpes potentes em busca do chamado “one hitter quitter”. Quando acerta em cheio é normalmente final de luta,

mas quando não acha esse KO acaba por sentir dificuldades a nível cardiovascular, diminuindo a capacidade de se mover e atirar combinações, tornando-se mais previsível.

Depois de na sua última luta em junho ter perdido para Mark Hunt, Lewis queixou-se de algumas lesões mal curadas e deixou no ar a ideia de que se ia retirar, ideia essa na qual acabou por recuar rapidamente.

Numa luta qualquer coisa pode acontecer, mas numa luta de pesos-pesados essa expressão é altamente amplificada. Ainda assim nesta luta vejo um caminho como o mais que provável a acontecer.

Werdum é aqui de longe o lutador mais experiente, com maior pulmão e consequentemente com o maior QI de luta. Tem contra si o facto de já ter passado a barreira dos 40 anos e de não ter propriamente um queixo dos mais confiáveis.

Lewis tem maior envergadura, é mais novo e claramente ganha no poder de nocaute, mas creio ter também aqui um problema de foco e concentração na luta.
Esse problema de foco ficou muito visível frente a Hunt,

onde muito cedo pareceu desistir da luta e completamente sem cardio disponível para enfrentar três assaltos, quantos mais os cinco possíveis naquela altura.

Outra questão importante tem a ver com o facto de que há praticamente quatro semanas, Lewis viu-se envolvido, assim como toda a sua cidade de Houston, no Furacão Harvey que devastou a cidade texana.

Lewis envolveu-se heroicamente em várias tentativas de ajudar os seus concidadãos no terreno e a questão passa aqui por aferir até que ponto isso interferiu no “training camp” de Lewis,

pois interferência certamente teve, chegando ao ponto de Lewis referir durante esta semana em entrevistas que não se sente focado e centrado na luta quando ainda vê amigos e familiares a passar por muitas dificuldades em Houston

Este cenário de preparação deficiente deve afetar Lewis que se não achar o queixo de Werdum cedo, vai acabar por sentir problemas na luta.

Palpites e Dicas de Apostas Fabricio Werdum vs Derrick Lewis:

O “Vai Cavalo” deverá manter-se afastado do gancho direito de Lewis usando bastantes pontapés e algum “clinch”, e com bastante movimentação deverá ir desgastando o norte americano que acredito que a partir do 2º round já sinta as pernas a pesar bastante e com muita dificuldade

em ser imprevisível nos seus golpes assim como de acumular volume nos mesmos. Será então uma questão para Werdum ir pontuando, se não quiser arriscar excessivamente,

ou então poderemos ver o “Vai Cavalo” a tentar já na segunda metade do combate deixar Lewis de costas no chão pondo o seu premiado BJJ em ação, o que frente a um lutador como Derrick Lewis na questão da “arte suave” será carne para canhão.

Seja de que forma for, apenas se Werdum for de uma negligência muito grande não vencerá este combate pois tem todas as ferramentas para levar a vitória para casa.

Prognóstico para Apostas Odd Un Casa de Apostas Estado
Fabricio Werdum
1.40
10
Bet365 Devolvida

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.