O time catalão ainda está na fase de oitavas-de-final, e precisa passar pelo Napoli antes de viajar a Lisboa, e encarar a fase decisiva da competição. Embora tenha favoritismo, o clima e o histórico recente contam ponto contra a equipe.

PERDA DO ESPANHOL E PÉSSIMAS ATUAÇÕES

Às vésperas de tentar sua sorte na Liga dos Campeões, o Barcelona tenta se remodelar para ter alguma chance na competição. O histórico recente da equipe, e a consequente perda do título espanhol para o Real Madrid, fazem aumentar a pressão sobre a equipe.

O mais difícil já havia sido conquistado: a vantagem sobre o Real Madrid, se livrando dos dois confrontos diretos. O time catalão só precisava se manter à frente, vencendo os adversários menores do país.

O que se viu, foi um show de horrores, e uma equipe muito mal postada dentro de campo. Dos 6 primeiros jogos da equipe, 3 deles terminaram em empate, contra Sevilla, Celta e Atlético de Madrid. Embora sejam alguns adversários difíceis, não se limitou aos jogos diante desses, as críticas da torcida e imprensa.

Em praticamente todos os seus jogos, o Barcelona demonstrou uma enorme dificuldade de lidar diante de defesas bem postadas. A incapacidade de penetração, falta de alternativas táticas, e uma gigantesca dependência de jogadas individuais de Lionel Messi.

PERDA DO ESPANHOL E PÉSSIMAS ATUAÇÕES

O Barcelona de Quique Setién tem sido pragmático, e os adversários tem conseguido sempre ficarem cômodos nas suas posturas defensivas. O Barcelona perdeu a liga espanhola pela falta de capacidade coletiva, e isso cai na conta de jogadores e treinador, que levam esse clima tenso para a Liga dos Campeões.

CLIMA TENSO NOS BASTIDORES ATRAPALHA O AMBIENTE DA EQUIPE

O fato de ter perdido o Campeonato Espanhol, por si só já fez com que o ambiente no Barcelona ficasse muito ruim. Devido às péssimas atuações, e constantes embates entre elenco e diretoria, isso piora consideravelmente.

A situação contratual e ainda não resolvida, entre Messi e Barcelona, é outro fator que incomoda a todos. O craque argentino está claramente incomodado com os últimos anos da equipe, da constante troca de treinador e filosofia, e a falta de um “projeto vencedor”, como ele mesmo diz.

Messi está cansado de levar o Barcelona nas costas, e quando as coisas não dão certo, ele é o alvo. Foi assim há duas temporadas, quando caiu para a Roma, e na edição passada da Liga dos Campeões quando levou 4-0 do Liverpool, depois de vencer por 3-0 no Camp Nou.

Comentários e declarações de diretores, e do próprio jogador, tem feito com que o clima não seja amistoso no vestiário. Recentemente a imprensa local tem levantado a bandeira para uma demissão de Setién, que não aconteceu após a perda do espanhol.

Messi agora divide a responsabilidade com o treinador, mas além deles, tem de ser dito que ninguém está jogando nada no Barcelona…

QUAIS AS CHANCES DO BARCELONA NA RETA FINAL?

Diante do Napoli, a equipe precisa vencer para seguir a diante, ou então, segurar o zero a zero em casa. O time italiano tem feito força para o jogo ser em Portugal, o que me parece improvável.

O Barcelona vai encontrar uma equipe muito parecida com os adversários do espanhol: uma defesa muito forte, montada por um especialista, que é Gattuso.

Em um primeiro momento, não o incomoda, já que o empate sem gols lhe dá a vaga. No entanto, vai ter a posse de bola como sempre, vai esperar que Messi tire um coelho da cartola, mais uma vez.

O grande risco para o Barcelona, além da falta de criação, são as transições defensivas. Já não é de hoje que a equipe tem sérias dificuldades de controlar os avanços do adversário depois de uma perda de posse. Setién tem tentado corrigir isso, com a entrada de Vidal, para dar mais força ao meio-campo.

Acontece que com o chileno na equipe, somando-se à Busquets, Rakitic ou Sergi Roberto, o time fica quase estático, sem mobilidade, sem criação.

Além disso, pouca condição de infiltrações, pelas características dos jogadores de meio, e sobrecarrega ainda mais Messi, que precisa driblar toda hora para criar espaço e achar alguém.

Contra o Napoli segue favorito, muito pela condição do regulamento. Se dependesse de furar uma retranca, o cenário seria outro. Se passar dos italianos, terá o Bayern pela frente, e após, poderia encarar City ou Juventus. Sinceramente, este ano só chega na final ou no título, se Messi fizer mágica.

Para chegar à final, o Barcelona paga 4.33 da Bet365, atrás apenas de Bayern e City, do seu lado da chave. Para ganhar o título, é o quarto melhor colocado, pagando 9.00, atrás de City, Bayern e PSG.

 

Gostou de nosso conteúdo?
Então se registre em nosso canal no Youtube. Entre em nossas redes sociais Instagram e Twitter. Ainda tem nosso Chat do Telegram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Casas de Apostas
1xBET

Bônus de 100% do depósito até um máximo 500 Reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : 1x_87120

BET365

O bônus de boas vindas da casa oferece bônus de 100%. Depósitos de valor igual ou superior a 20 reais e um máximo de bônus de 200 reais.

BETFAIR

Bônus de boas vindas é um bônus de 100% até um máximo 400 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus: FWB200

22BET

O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais.

BETBORO

Bônus de depósito de 50% até um máximo de 500 reais. Depositando um mínimo 50 reais, você recebe 50% do valor do depósito.

NETBET

Bônus de 50% de bônus Depositou 10, recebe outros 5, 50 recebe outros 25, e assim sucessivamente até um máximo de 200 reais

BETWAY

O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.