Dustin Poirier vs Anthony Pettis – UFC

Aposta Ganha Brasil » Palpites para Outros Esportes » Palpites UFC » Dustin Poirier vs Anthony Pettis – UFC

Dustin Poirier vs Anthony Pettis – UFC: Este fim de semana o octógono volta a mexer-se…

Dentro do litoral leste norte americano e aterra em Norfolk na Virginia para mais uma UFC Fight Night.

O evento principal da noite põe frente-a-frente o 8º e 13º classificados do ranking de peso-leve da organização, respetivamente Dustin Poirier e Anthony Pettis.

Dustin Poirier, 28 anos, é um dos bons talentos da recheada divisão de pesos-leves, provavelmente a divisão mais apetrechada do UFC.

Apesar da tenra idade, Poirier pode-se considerar já uma espécie de veterano da organização uma vez que fez parte do plantel de lutadores da WEC incorporados em 2010 quando a promoção de luta se fundiu com o UFC.

Desde do início da carreira profissional a lutar como um peso-leve, Poirier optou por descer para o peso-pena quando se estrou no UFC. Dentro da categoria dos penas, Poirier fez onze lutas, venceu oito e perdeu três,

e após a última dessas, uma derrota frente a Conor McGregor, decidiu por fim subir novamente para a sua categoria de peso original, o peso-leve.

De volta aos leves, Poirier mostrou-se um lutador mais consistente, quiçá envigorado por não se submeter a um corte de peso tão drástico e iniciou uma boa sequência de quatro vitórias que foi violentamente interrompida por um KO face às rápidas mãos de Michael Johnson.

Depois disso recuperou-se com uma vitória frente ao veterano Jim Miller e na sua última luta a contenda terminou num “no contest” após o seu adversário, o ex-campeão Eddy Alvarez, o ter atingido com uma joelhada ilegal numa luta que até se poderá argumentar que Poirier estaria a levar a melhor.

Anthony Pettis, 30 anos, é um ex-campeão da categoria que busca voltar ao topo da divisão da qual já foi Rei.

Formado com base no Taekwondo, Pettis revelou-se também no WEC onde foi consagrado como o último campeão de peso-leve da organização antes da fusão com o UFC.

Com uma entrada em falso no UFC ao perder para Clay Guida, Pettis recuperou-se com três vitórias consecutivas e desafiou com sucesso o cinturão de Ben Henderson ao vencer com uma chave de braço.

Teve uma defesa de título vitoriosa frente a Gilbert Melendez mas acabou por perder o cinturão na seguinte defesa ao ser amplamente dominado durante cinco rounds por Rafael dos Anjos.

A perda do título iniciou uma fase difícil para Pettis que sofreu mais duas derrotas consecutivas que o afastaram bastante do espectro de uma nova disputa de cinturão

e dessa forma o norte americano decidiu fazer uma espécie de reset momentâneo na carreira e desceu para a categoria de peso abaixo, os pesos-penas, talvez prevendo um rumo mais rápido para o título dessa categoria que na altura era pertença de José Aldo,

alguém que no passado já tinha sido planeado lutar com Pettis, numa contenda que eventualmente foi cancelada por lesão do americano.

Com uma estreia vitoriosa nos penas, Pettis ganhou a chance de disputar o cinturão interino frente a Max Holloway mas após um corte de peso difícil que inclusivamente o fez falhar o limite de peso da categoria,

redundou numa derrota por TKO para Holloway, o que fez Pettis tomar a decisão de retornar à divisão dos leves por sentir que realisticamente o corte de peso que necessitaria para se manter nos penas era insustentável.

De volta aos leves, Pettis rentrou da melhor forma ao derrotar por decisão na sua última luta o veterano Jim Miller.

Um confronto bem equilibrado e traduzido também na forma como os oddsmakers olham para a luta.

Apesar de a diferença de idades entre ambos ser mínima, ambos estão em momentos na carreira diferentes, pois se de um lado Poirier vem demonstrando uma interessante segunda vida nos leves, já Pettis tenta voltar a ser relevante dentro do Top 10 da categoria.

Poirier é um lutador bem completo que tanto se sente confortável a lutar em pé, como, se sente necessário, tenta levar para o chão usando o seu wrestling.

Tem poder de nocaute e talvez por isso às vezes se envolva e se comprometa num estilo de striking quase que de luta de rua que tanto pode lhe pode dar frutos, como pode ser apanhado por alguém mais rápido e habilidoso que tenha a arte de encontrar o seu queixo mais exposto.

Pettis, mercê do seu estilo forjado no Taekwondo, é talvez um dos melhores pontapeadores dentro do UFC e tenta normalmente usar mais a distância para preparar e utilizar o vasto reportório de pontapés que possuí.

Isso normalmente proporciona a que alcance finalizações e golpes bem impressionantes e contundentes. Em contradição o seu boxe não está ao mesmo nível dos seus pontapés,

e adversários pressionantes com um jogo de mãos bem limado costumam pôr-lhe problemas assim como oponentes que tenham um wrestling potente e que constantemente partam para o derrube. Ainda assim de costas no chão, Pettis tem um BJJ perigoso que não pode ser subestimado.

Poirier pode ter aqui sucesso se conseguir encurtar a distância e fazer uso do seu maior volume de golpes e trabalho de pés para seguir frustrando as tentativas de Pettis em armar os seus pontapés,

mas tenho algumas reservas em como o consiga fazer com consistência através de um gameplan que possa aguentar 25 minutos, seja porque não acho que Poirier tenha gás para isso, como também duvido que o mesmo consiga evitar entrar em “brawling” como tantas vezes faz.

Mantendo a compostura, acho que Pettis vai eventualmente conseguir usar o seu arsenal para ir “desacelarando” Poirier ou mesmo atingir um queixo que já mostrou não ser dos mais confiáveis.

Palpites e Dicas de Apostas Dustin Poirier vs Anthony Pettis:

Existem também possibilidades de Poirier tentar levar a luta para o chão, um pouco à semelhança do que fez com Joe Duffy, tornando a luta mais “suja” com bastante clinch e “dirty boxing”,

mas contra Duffy foram três rounds e aqui poderão ser até cinco assaltos o que na minha opinião será acima do que o cardio de Poirier possa aguentar, sobretudo por ser ele a propor a pressão.

Não vejo que Poirier seja exatamente o tipo de lutador que costuma ser “kryptonite” para as ambições de Pettis e ou este consegue uma das suas finalizações de assinatura ou acabará por fazer com que os seus golpes o conduzam para a superioridade nos cartões dos juízes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Canal ApostaGanha Brasil no Telegram
Melhores Casas de Apostas
Betano Brasil Código Promocional: APOSTAGANHABR – Bônus de 100% até 200R$ + Freebet de 10R$

O Bônus Betano de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais. Código Promocional com FREEBET Exclusiva R$10 com Deposito Mínimo de R$50: APOSTAGANHABR

1xbet Brasil Código Promocional: apostaganhabr – Bônus de 1200$RS em Apostas

Bônus 1xbet de 100% do depósito até um máximo 1200 Reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : apostaganhabr

Bet365 Brasil – Bônus de 200 Reais

O bônus Bet365 de boas vindas da casa oferece bônus de 100%. Depósitos de valor igual ou superior a 20 reais e um máximo de bônus de 200 reais.

Betfair

Bônus de boas vindas é um bônus de 100% até um máximo 400 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus: FWB200

22bet Brasil – Código Promocional: 22_1852 – Bônus de 600$RS em Apostas

O primeiro Bônus 22bet de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : 22_1852