Uma das seções mais interessantes do Aposta Ganha Brasil, que não vejo em nenhum outro site, é o Diário das Apostas Perdidas. Criado pelo Douglas10, visa expor os mais variados tipos de entradas e refletir sobre acertos e erros nas análises da partida em questão.

APOSTA ESCOLHIDA E ODDS PRÉVIAS

Com o aval do Rodrigo Cesar, editor chefe do portal, resolvi compartilhar minha análise por trás de uma entrada que fiz ao vivo numa partida da National Football League (NFL). Abaixo segue o contexto da partida, e o por quê de eu ter investido num mercado considerado alternativo.

Tampa Bay Buccaneers e Green Bay Packers se enfrentaram em confronto válido pela semana 6 da temporada regular da NFL. O jogo foi realizado no dia 18 de outubro de 2020, no Raymond James Stadium, em Tampa (Flórida).

✔️ Palpites de Futebol Americano: Aaron Rodgers Over 296,5 jardas de passe, pagando 1.83 na bet365.

Odds prévias(1xbet):
✔️ Money Line: Bucs @2.02 | Packers @1.83
✔️ Handicap: Bucs +1 @1.90 | Packers -1 @1.90
✔️ Total de Pontos: Over 54,5 @1.90 | Under 54,5 @1.90

PONTOS DE ANÁLISE PARA A PARTIDA

✔️ Nas partidas anteriores contra Atlanta Falcons, New Orleans Saints, Detroit Lions e Minnesota Vikings, o quarterback do Green Bay Packers, Aaron Rodgers, havia passado para 327, 283, 240 e 364 jardas de passe, respectivamente.
✔️ Rodgers vinha fazendo campanha digna de MVP (Most Valuable Player) e parecia muito motivado a provar que, mesmo com 36 anos, ainda tem “gasolina no tanque”.
✔️ A motivação de Aaron Rodgers só aumentou depois da escolha de Jordan Love no Draft 2020. A direção do Green Bay Packers, junto à comissão técnica, optou por selecionar o jovem quarterback Jordan Love (de Utah State) com a escolha de primeiro round do último draft, num claro sinal de desconfiança em relação à Rodgers.
✔️ Por jogar na National Football Conference (NFC), Aaron Rodgers só havia enfrentado o lendário Tom Brady duas vezes. Brady jogou toda sua carreira no New England Patriots, da American Football Conference (AFC).
✔️ A tabela da NFL só permite confrontos entre equipes de conferências distintas a cada quatro anos, mas sempre que tínhamos oportunidade de ver Aaron Rodgers vs Tom Brady, alguma lesão acontecia e um dos dois não entrava em campo.
✔️ Com a transferência de Brady para o Tampa Bay Buccaneers (da NFC), este confronto entre dois dos melhores quarterbacks da história foi possível acontecer. E Rodgers com certeza iria motivado para vingar a derrota sofrida pelos Packers em 2018, em New England.

✔️ A secundária do Tampa Bay Buccaneers, nas semanas anteriores, cedeu 243 jardas de passe para Nick Foles (QB do Chicago Bears), 290 para Justin Herbert (QB calouro do Los Angeles Chargers) e 367 para Teddy Bridgewater (QB do Carolina Panthers). Rodgers está em outro patamar em relação a esses QBs.
✔️ Os defensive backs do Buccaneers são bem jovens e suscetíveis a cometer erros enfrentando ótimos quarterbacks (caso de Aaron Rodgers).
✔️ Carlton Davis, Jamel Dean e Sean Murphy-Bunting, os cornerbacks titulares do Bucs, têm 23, 24 e 23 anos, respectivamente. Os safeties Antoine Winfield e Mike Edwards também são bem jovens, com 22 e 24 anos, respectivamente. Poderiam acusar inexperiência.
✔️ Uma das forças da defesa do Tampa Bay Buccaneers é o combate à corrida. O Green Bay Packers não teria vida fácil pelo chão, portanto uma boa performance de seu quarterback era fundamental para sair da Flórida com a vitória.
✔️ Matt LaFleur, head coach do Green Bay Packers, é muito agressivo no seu ‘playcall’ e costumar chamar muitas jogadas de passe.
✔️ Numa partida tão equilibrada, com lendários QBs frente a frente, não vi valor no mercado de Handicaps. O Over me parecia provável, no entanto as odds não me agradavam. Resolvi esperar o início da partida para pegar uma boa odd no Over 49,5, porém minha estratégia não deu muito certo. Explico a seguir.

ANÁLISE DA PARTIDA

O Green Bay Packers começou o jogo com tudo e logo nos minutos iniciais já vencia por 10×0, fazendo com que as odds do Over perdessem completamente o seu valor.

Abriu o marcador já na primeira posse, com Aaron Rodgers explorando seus alvos favoritos, o running back Aaron Jones e o wide receiver Davante Adams. O kicker Mason Crosby, com um field goal de 39 jardas, também contribuiu para colocar Green Bay em vantagem de 10 pontos.

Só que a partir daí tudo desandou. Aaron Rodgers lançou uma pick-six (interceptação retornada para touchdown) na direção de Jamel Dean e o Buccaneers entrou no jogo. No drive seguinte, nova interceptação.

Dessa vez o QB foi interceptado por Mike Edwards, que retornou a INT até a linha de duas jardas. Na beira da end zone, o Bucs anotou outro TD, dessa vez com o running back Ronald Jones. Placar: 14×10 a favor de Tampa.

Com a chuva de pontos, o Over perdeu todo o seu valor e eu tive que me adaptar e buscar mercados alternativos. Comecei, então, a prestar atenção nos mercados individualizados de jogadores.

Após fazer 14×10, o Buccaneers passou a gostar ainda mais do jogo e Tom Brady liderou sua esquadra em três drives que resultaram em 17 pontos. O Packers perdia por 31×10 ao intervalo e ajustes no ‘gameplan’ eram necessários. Neste momento do jogo, enxerguei uma ótima oportunidade.

Precisando reverter desvantagem de 21 pontos, o Green Bay Packers precisava abandonar o jogo corrido e investir no jogo de passe. Isso porque o relógio da NFL funciona de forma distinta em relação a outros esportes.

No futebol americano, quando um passe é incompleto, ou o jogador sai, voluntariamente, do campo, o relógio para. Quando este mesmo atleta corre com a bola e é derrubado dentro do campo, o relógio continua rodando.

O que quero dizer com isso é que o Packers, precisando reverter enorme desvantagem, não poderia perder tempo correndo com a bola. Era interessante que completasse passes e os recebedores, voluntariamente, saíssem de campo, a fim de parar o relógio.

Pensando nisso, o head coach Matt LaFleur passaria a chamar muitas jogadas de passe, já que contava com um dos melhores quarterbacks da história da NFL. Foi aí que entrei no mercado de jardas de passe.

Peguei o Over 296,5 para Aaron Rodgers, que no momento tinha passado para 128 jardas, e ainda teria o terceiro e o quarto período inteiro para conquistar mais 169 jardas aéreas e a minha aposta ser ganha.

No entanto, não foi isso o que aconteceu. A defesa do Tampa Bay Buccaneers continuou se comportando de forma muito disciplinada e limitou o quarterback do Green Bay Packers a apenas 160 jardas de passe.

O domínio da defesa dos Bucs foi tão grande que Matt LaFleur, vendo a inoperância do seu ataque, resolveu tirar Rodgers do jogo para não arriscar uma possível lesão do QB. Ainda houve tempo para Tom Brady liderar seu time para a conquista de mais um touchdown e dar números finais à partida: Buccaneers 38×10 Packers.

CONCLUSÃO: ACERTOS E ERROS NA ESCOLHA DA APOSTA

Acredito que um acerto foi a leitura de jogo. Após estar em desvantagem de 21 pontos ao intervalo, o Green Bay Packers realmente abandonou o jogo corrido e passou a explorar o jogo aéreo. Para se ter ideia, a dupla de running backs Aaron Jones e Jamal Williams, juntos, não ultrapassaram a marca de 50 jardas terrestres.

Um erro foi eu ter focado demais na qualidade técnica do quarterback Aaron Rodgers (um cara que eu sou fã) e esquecido de prestar atenção na ótima performance defensiva do Tampa Bay Buccaneers. Apesar de ter um grupo de defensive backs inexperiente, se comportou muito bem durante toda a partida e merecia uma melhor análise da minha parte.

Não foi uma aposta que fiquei me martirizando por ter perdido, e, se precisasse, faria de novo. Mas óbvio que fiquei decepcionado em tê-la perdido, ainda mais depois de ter compartilhado no grupo do Telegram do Aposta Ganha.

Essas lições servem de aprendizado para as próximas entradas que farei na NFL. Percebo que tenho tendência a apostar em equipes que tenham quarterbacks ‘elite’, sem analisar de forma precisa os jogadores da defesa adversária. Este ‘red’ no histórico embate entre Aaron Rodgers e Tom Brady será importante na minha evolução como apostador.

 

Gostou de nosso conteúdo?
Então se registre em nosso canal no Youtube. Entre em nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tem nosso Canal do Telegram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Casas de Apostas
3,3 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 777 reais.
5,0 rating
Bônus de 100% do depósito até um máximo 1200 Reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : 1x_87120
5,0 rating
O bônus de boas vindas da casa oferece bônus de 100%. Depósitos de valor igual ou superior a 20 reais e um máximo de bônus de 200 reais.
3,8 rating
Bônus de boas vindas é um bônus de 100% até um máximo 400 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus: FWB200
4,3 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais.
3,5 rating
Bônus de depósito de 50% até um máximo de 500 reais. Depositando um mínimo 50 reais, você recebe 50% do valor do depósito.
4,0 rating
Bônus de 50% de bônus Depositou 10, recebe outros 5, 50 recebe outros 25, e assim sucessivamente até um máximo de 200 reais
3,8 rating
O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.