Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Senado pode votar legalização dos jogos de azar em 2017

senado federal

Os interesses são diversos e vem de todos os cantos, mas o objetivo é o mesmo: Legalizar os jogos de azar no Brasil…

Presidência da República, Senadores, Deputados e até mesmo os governadores estão ansiosos pelos potencias bilhões em impostos que a regulamentação dos jogos no Brasil poderão gerar.

As estimativas são as mais altas possíveis. Os estudos realizados apontam que no primeiro ano a arrecadação em impostos pode girar em torno de 12 a 18 bilhões de Reais.

Convenhamos que diante de um erário publico combalido trata-se de uma perspectiva muito sedutora. Mas realisticamente o que pode acontecer em 2017?

Existem dois projetos em voga no Legislativo que trata da legalização dos jogos de azar no Brasil.

O principal e mais importante é aquele que corre no Senado Federal de autoria do senador Ciro Nogueira do Partido Progressista.

Neste projeto que já teve relatório favorável do relator Benedito Lira jogo do Bicho, bingo, vídeo Bingo, cassinos e cassinos online além das apostas esportivas passariam a ser legais no Brasil.

E justamente este projeto que pode ir a votação em 2017.

Do outro lado o procurador da Lava Jato se coloca contra a legalização. Para Carlos Fernando dos Santos Lima a legalização só vai trazer efeitos negativos como corrupção, lavagem de dinheiro e formação de máfias que controlariam os jogos.

E ele não esta sozinho. O presidente da Associação nacional dos juizes federais Roberto Veloso também é contra a legalização. Para ele:

“O jogo pode servir, facilmente, para lavagem de dinheiro, por exemplo, advinda do tráfico de entorpecentes. Basta que o dono da casa de jogo seja também traficante, ele vai declarar à Receita que ganhou o dinheiro no jogo, vai pagar o tributo devido, e o dinheiro, assim, estará lavado. É uma facilidade, é um mecanismo de fácil utilização para lavagem de dinheiro”

 

Lava Jato é contra a legalização!

 

O Grande problema aqui é que o procurador parece ignorar que grande parte do mundo ocidental tem os jogos legalizados de alguma maneiras e nem por isso se tornaram fábricas do crime como ele quer sugerir.

Na Realidade o Brasil já é uma fábrica do crime antes mesmo dos jogos de azar serem legalizados. Me parece altamente improvável que permitir a instalação de uma industria altamente respeitável no mundo inteiro seja capaz de piorar o cenário.

E caso isso aconteça cabe a autoridades como a dele estabelecer culpa e punir os criminosos. Mas tentar impedir a legalização com base no potencial crime a ser praticado soa o ridículo.

 

Aproveite já os nossos bônus

Dinheiro Grátis para o Apostador!

link

Aproveite já o bônus de 500 REAIS!

Começar a Apostar

Aproveite já o bônus de 200 REAIS!

link

Aproveite já o bônus de 30 Dólares!

link

Aproveite já o bónus de 500 Reais!

link

Aproveite já o bônus de 300 REAIS!

link

Aproveite já o bônus de 400 REAIS!

link

Aproveite já o bônus de 300 REAIS!

link

Aproveite já o bônus de 500 REAIS!

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.