PALPITES E DICAS DE APOSTAS ESPORTIVAS BRASIL


Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Santos x Corinthians – Batalha alvinegra que decide o finalista do Paulistão

Santos e Corinthians se enfrentam nesta segunda-feira às 20h (horário de Brasília) para decidir quem avança às finais do Campeonato Paulista 2019.

Os corintianos entram em campo com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 2-1. Quem passar encara o São Paulo, que bateu o Palmeiras nos pênaltis, no último domingo.

Santos: A montanha russa de Sampaoli

Mundo afora se diz que o Brasil, futebolisticamente falando, é um país que gera talento em grande quantidade, todas as temporadas. No entanto, taticamente ainda estamos muito longe do alto padrão que times de ponta da Europa hoje atingiram. Mesmo que, na minha humilde opinião, o poder econômico conta muito nessas horas, criou-se o fato de que estamos atrasados em relação aos melhores do mundo.

Jorge Sampaoli desembarcou na cidade de Santos para tentar mudar esse paradigma, e alçar o time da Vila Belmiro a um patamar diferente da mesmice do futebol brasileiro.

Mas isso requer tempo, e ninguém disse que seria fácil. Por aqui temos uma torcida impaciente, diretorias sem convicção e interrupções de trabalho aos montes.
Não vamos negar que o treinador argentino realmente mudou o jeito de que olhamos o futebol santista.

Diferente do que a grande maioria faz por essas bandas, o Santos se tornou um time sem medo, que vai pro jogo disposto a vencer há todo custo, mesmo que sofra riscos por tal atitude. É como se fosse um lutador de boxe, sem medo, que vai para troca de golpes pra nocautear ou ser nocauteado.

Sendo assim, o time naturalmente enfrentou dificuldades no caminho, oscilações normais para um grupo de jogadores que com certeza não estavam acostumados a jogar de tal forma.

Por vezes encantou, eram vitórias consecutivas, um futebol agressivo, bonito de se ver. Nesse período bateu o São Paulo, que ainda vinha em reformulação, sendo este o teste mais difícil. Tinha no seu currículo recente, goleadas diante de Altos do Piauí, Guarani, América-RN, mas não eram estes, os adversários que realmente testariam o estilo de jogo do novo Santos.

Empates contra Palmeiras e Corinthians, ambos sem gols, ainda na fase de grupos, foram o ponto onde a equipe começou a sentir certa dificuldade ofensiva. Que se confirmou na eliminação vergonhosa diante do inexpressivo River Plate, do Uruguai, pela Copa sul Americana.

O time não conseguiu ser efetivo e organizadamente agressivo, diante de um time que apresentou defesa organizada e abdicou de entrar nessa loucura de troca de ataques que o Santos produz.

santos sampaoli

De seis jogos pra cá, a equipe entrou numa decadência preocupante. Nesse período são 4 derrotas, 1 empate e apenas 1 vitória.

Perdeu ainda na fase de grupos, com time alterado, para Novorizontino (1-0) e Botafogo-SP (4-0).

Teve muita dificuldade diante do RB Brasil, mesmo tendo vencido o primeiro jogo (2-0), e conseguido segurar o empate sem gols no jogo decisivo. Foi exatamente o cenário típico desse time, ataca e deixa ser atacado. O RB perdeu diversas chances, e com um time mais qualificado, hoje certamente estaria vendo a semifinal pela televisão.

Ainda teve a derrota para o Atlético-GO, fora de casa pela Copa do Brasil, por 1-0. A tônica foi a mesma, chances criadas, espaços concedidos, e escapou de sair com uma derrota maior na conta.« Será que Sampaoli vai ter força para manter esse estilo em formação num cenário como o futebol brasileiro?

Corinthians: O pragmatismo de Fabio Carille

No Brasil cada clube tem seu estigma perante os demais. Seja com fama de futebol técnico, agressivo, de marcação e força, etc.

O Corinthians nos últimos anos, vem formando um novo perfil de futebol do clube. Desde quando foi multicampeão com Tite, o clube criou uma forma de jogar, quase sempre com grande entrega tática por parte dos atletas.

Por aqui dizemos que somos mais talento e menos tática. Bom, então o Corinthians é quase que uma ilha em meio ao futebol brasileiro.

De Adenor Bacchi, o Tite, até Fabio Carille, o time se baseia em uma forte consciência de ocupação de espaços, sincronia de movimentos para que se mantenha compacto, e quase sempre jogando no limite físico, com a corda esticada.

carille

Quando foi campeão brasileiro, Carille transformou um time mediano em uma potência. Transformou jogadores técnicos em decisivos, e os “carregadores de piano” em fundamentais para engrenagem da máquina.

Naquela oportunidade o time saiu com a melhor defesa do campeonato, inclusive ficando um turno inteiro sem ser derrotado. De volta ao clube neste ano, o treinador encontrou quase que as mesmas dificuldades: um clube com dificuldade financeira e pouco investimento, e um grupo mediano tecnicamente.

Fez o mesmo que da outra vez: arrumou o time taticamente, mantém um padrão de jogo muito compacto, forte jogo sem bola e quase letal em poucas oportunidades.

Dos últimos 14 jogos da equipe no ano, tem apenas uma derrota, que foi na última partida. Perdeu pro Ceará em casa por 1-0 pela Copa do Brasil, após ter vencido fora de casa por 3-1. Ao meu ver um jogo atípico, em que administrou o resultado o jogo inteiro e foi punido com um gol na parte final.

No geral, são vitórias com placar apertado, quase sempre decididas em poucos lances de ataques da sua equipe, pois joga mais sem bola do que propondo o jogo.

Continua com um futebol pragmático, muito mais tático do que técnico, e por vezes tem algumas dificuldades diante de clubes que não o atacam. Recentemente teve de passar por duas decisões por pênaltis. Na Copa Sul Americana, passou pelo Racing após dois empates por 1-1, e no Campeonato Paulista, o mesmo cenário diante da Ferroviária.

Em ambos os casos, o time sofreu por não conseguir ter um adversário que viesse para cima. Não conseguiu aquela proposta reativa, e teve muita dificuldade de criação. O estilo de jogo é o mesmo, é um time muito sólido, porém, ao meu ver, tem menos qualidade que nos anos anteriores, e em jogos que precisa mandar na partida, vai ter de se reinventar.

Por enfrentar um adversário que não tem como característica ser defensivo, o jogo corintiano pode se desenvolver de melhor forma. O mercado de dupla chance aparece como boa opção, e Corinthians ou Empate paga 1.90 na Bet365.

Sendo assim, apostar na classificação já no tempo normal pode ser uma boa.

O que esperar deste jogo?

Claramente são propostas muito diferentes, as que tem o Santos de Jorge Sampaoli e o Corinthians de Fabio Carille. No primeiro jogo o estilo mais incisivo do Santos não deu certo. E ainda deu espaços pro Corinthians.

Jogando em casa, o Corinthians foi mais agressivo na oportunidade, e acho que dessa vez vai ser mais reativo às ações santistas. O Santos joga bem espaçado no campo, com 3 zagueiros, alas e pontas bem agudos e triangulações pelas bordas do campo.

O Corinthians é um time mais compacto, fecha linhas à frente da área, e abusa de contra-ataque, principalmente contra equipes da característica do Santos.

O placar de 2-1 na primeira partida faz com que o Santos precise tomar a iniciativa. Sendo assim, as primeiras ações do jogo eu espero ser do time da casa. Posse de bola e um jogo bem vertical por parte do Santos, e marcação forte e contra-ataque por parte do Corinthians.

Dentro deste contexto, me parece ser bastante provável que mais uma vez ambos os times tenham oportunidades de gol, assim como na primeira partida.

Cada um na sua estratégia, vem tendo alguns resultados. Mas basicamente pelo estilo de jogo do Santos, acredito que a agressividade ofensiva que tem, aliado a fragilidade defensiva em alguns momentos, acaba tornando o jogo muito franco.

A linha de Ambas Marcam está pagando 2.00 na Bet365, e pode ser uma grande aposta neste jogo.

À medida que o relógio passa, algum dos times deve ter uma mudança na sua estratégia. Caso o empate persista no placar, o Santos deve partir pro tudo ou nada, e nesse caso, assim como no primeiro jogo, muito espaço deve ter os corintianos. Caso o Santos esteja em vantagem, não acredito que consiga dominar o adversário para anular seus pontos ofensivos.

Isto porque não tem um estilo de jogo cadenciado, não mantém posse de bola passiva, se fecha e tem na transição ofensiva a sua arma. Neste cenário, segue sendo um jogo em que ambos levam perigo ao adversário. Os dois times conseguem chegar à meta do oponente, e ao meu ver em grande parte do jogo, nenhum dos dois tentará administrar um placar que leve aos pênaltis.

Embora não seja um dos meus mercados favoritos, neste caso vejo valor na linha de cantos. A linha de cantos acima de 10.5 aparece pagando 1.95 na 1xbet.

Cada um à sua maneira, com características opostas, mas perigosos num alto nível. Esse jogo tente da ter emoção desde o apito inicial até o último minuto.

São grandes as chances de termos um jogo movimentado, com grandes chances de ambos os lados e de nervos à flor da pele.
De qualquer forma esperamos que seja um grande espetáculo aos torcedores.

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.

1 comentário

primeiro novos
por ranking primeiro novos por cronologia
Avatar
1

Excelente análise. Quem é o autor?