Palpites e Dicas de Apostas Esportivas Brasil e Bônus das Casas de Apostas

Revolução no Corinthians: A drástica mudança de filosofia do clube

Iniciando uma nova temporada, o Corinthians teve severas mudanças, que causaram uma verdadeira revolução dentro do clube. Enfim chegou o momento de mudanças de paradigmas, e se livrar do modelo impregnado por Tite, Mano Menezes, entre outros, por tantos anos.

A nova mentalidade corintiana

Ainda sem sucesso, a primeira aparição de Tite no comando do Corinthians foi nas temporadas 2004/2005, porém, esta nova época de identidade do clube paulista começou após a queda para a Série B do futebol brasileiro.

Revolução no Corinthians

Após sua tragédia em 2007, buscou Mano Menezes que vinha em destaque no Grêmio, e o manteve no comando do seu time por 3 temporadas.

De 2008 a 2010, Mano Menezes começou um ciclo que se mantinha até hoje, de um futebol intenso, de muita marcação, e menos poder de controle do jogo com posse de bola.

Tite voltou em 2010, em um ano ruim do time corintiano, e emplacou outras 3 temporadas, com o mesmo estilo, de defesa muito forte, boas opções de construção de jogadas, porém, basicamente reativo.

Grandes vitórias e grandes conquistas marcaram a época corintiana, que chegou a ganhar o mundo em 2012.

Tudo foi mantido por Fabio Carille, sucessor de Mano e Tite, e conquistou campeonatos estaduais e um título do Brasileirão Série A.

Esse modelo de jogo foi se desgastando, principalmente após uma péssima temporada de 2019 no quesito desempenho técnico. A diretoria resolveu renovar, e buscou o técnico gaúcho Tiago Nunes, que estava no Athletico-PR.

Embora a mesma escola gaúcha de futebol que seus antecessores (Mano e Tite), Tiago Nunes se destacou por um futebol ofensivo, embora nem sempre com posse de bola, porém, extremamente vertical e objetivo.

Seu time se confirmava com várias opções ofensivas, extremas de muita mobilidade e agressividade com a bola.

Além disso, um meio-campo que consegue ser marcador, mas também com bastante qualidade para participar da construção ofensiva.

Aquele Corinthians 100% marcador, que quase não tinha apreço por ficar com a bola nos pés, agora provavelmente dará lugar a um time de mais imposição no campo do adversário, com maior volume de jogo, e participação de meio-campistas e laterais.

Tiago Nunes já tomou providências para mudar a cara deste time corintiano, para se parecer com seu vencedor Athletico Paranaense.

A busca por reforços e demissão de medalhões

Tiago Nunes foi contratado na reta final do Campeonato Brasileiro 2019, mas resolveu assumir de fato, apenas no início de 2020.

Durante este período, se preocupou em entrar em sintonia com a direção para remodelação de seu grupo de jogadores, e a busca por nomes de prestígio.

O novo comandante tratou de se livrar de peças que não tem compatibilidade com seu modelo de jogo, inclusive jogadores de grande identificação com a torcida.

Nessa lista, continham os nomes do volante Ralf e do meio-campo Jadson. Campeões brasileiros, na visão do treinador, não se adequavam ao novo estilo de jogo da equipe, de mais mobilidade e intensidade, além de maior participação do jogo.

No mercado o Corinthians foi ousado, e tirou o meia Luan, ídolo do Grêmio. Luan vinha sendo cobiçado por clubes brasileiros por algumas temporadas, e encaixa exatamente como o novo comandante pensa o jogo: consegue se movimentar por todos os setores ofensivos, desde o começo da construção ofensiva, até como um falso 9 e finalização.

O volante Cantillo foi buscado no futebol sul americano, e também tem o aval do treinador. Sidcley volta ao time paulista, ele que é um lateral de boa chegada à frente, e consegue criar jogadas por dentro.

O clube tentou a contratação do atacante Michael, revelação do último campeonato, porém, perdeu no poder aquisitivo para o Flamengo.

Seu novo sonho de consumo é o atacante Rony, que brilhou sob o comando de Tiago Nunes no Athletico, jogador muito vertical e de bom poder de finalização.

O novo modelo corintiano é claro: jogadores de bom poder de intensidade, mas que tenham grande capacidade técnica e ofensiva. Expectativa é muito boa para uma nova era do clube paulista.

Projeção para a temporada

Embora ainda seja muito cedo, me parece muito positiva a nova mentalidade do clube paulista. Dono da segunda maior torcida do Brasil e de grande apelo da mídia e patrocinadores, tende a ter uma evolução na sua maneira de jogar, e à medida do tempo, buscar um fortalecimento do seu grupo.

Projeção para a temporada

Inicialmente tem o Campeonato Paulista como objetivo, e acredito que possa ter uma dificuldade inicial, por dois motivos: início de trabalho e nova filosofia, e porque a competição é paralela com fases iniciais de playoffs da Copa Libertadores.

Acredito que possa ingressar na fase de grupos da competição nacional, e avançar até as finais do campeonato estadual, assim como os outros três grandes. Entendo que precise de mais reforços, pois ainda tem um grupo numericamente limitado.

Me agrada esse início, tem potencial, mas é um trabalho à longo prazo. Espero que torcida e diretoria entendam isso. Veremos como as casas de apostas como a 1xbet e a bet365 vão tratar este novo momento corintiano.

Outros links Apostaganha onde você pode obter mais informações exclusivas:

Entre no nosso Telegram Oficial se quer receber todas Dicas, Palpites, Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promoções e muito mais…Clique aqui e assine o CANAL oficial do Apostaganha Brasil.

Mas se quer conversar conosco também no Telegram através do CHAT clique aqui…Assista também a todos os nossos podcasts e dicas de apostas no nosso canal de Youtube. Se gosta de outras redes sociais segue-nos no Instagram.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *