PALPITES E DICAS DE APOSTAS ESPORTIVAS BRASIL


Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Quem disputará o título da NBA em 2019?

Em mais uma semana de grandes jogos pelas finais de conferência da NBA 2019, temos já definido o representante do lado oeste na disputa da grande final. O Golden State Warriors aguarda o vencedor de Milwaukee Bucks e Toronto Raptors, que fazem um confronto eletrizante.

No oeste deu Warriors!

Se lá no início desta temporada, no final de 2018, alguém nos contasse que nesse momento o time do Golden State seria o campeão da Conferência Oeste da NBA, absolutamente ninguém ficaria surpreso.

Embora habitante de lado que contempla um maior número de equipes com grande poder técnico, já era colocado como favorito, mesmo antes da bola laranja ser jogada para o alto pela primeira vez nesta edição.

Quem disputará o título da NBA em 2019?

Com esta classificação, já acumula 5 finais consecutivas, e das 4 anteriores, sagrou-se campeão em 3 oportunidades. Não é de se espantar, a composição deste elenco dá ao time muitas opções de estrago massivo sobre seus adversários, e as finais diante do Blazers simplesmente confirmaram isto.

O adversário não era qualquer um, o Portland Trail Blazers fez uma campanha grandiosa, terminando na terceira posição, à frente do forte time do Houston. Damian Lillard foi o grande condutor desta equipe, que chegou até a decisão do título da conferência ao passar pelo Nuggets depois de 7 jogos.

Há quem considere (e eu sou um destes) que o desgaste físico foi um dos fatores que pesaram contra o time de Portland. Mas este foi apenas um dos pontos, é inegável que o desequilíbrio técnico favorece o GSW, tem uma rotação mais qualificada, no seu quinteto titular tem 4 jogadores decisivos e quase sempre tira um coelho da cartola.

Para às finais, Kevin Durant estava de fora.

Ele que foi quem mais desequilibrou até o confronto diante do Houston Rockets, e proporcionou a passagem para o time de Oakland. Em um momento de altos e baixos de Stephen Curry, de uma fase apagada de Thompson e Green, era KD quem chamava a responsabilidade.

Imaginava-se que a partir deste ponto, o Blazers tivesse uma chance de equilibrar o confronto, e não foi o que se viu. Curry retomou sua forma extraterrestre, Klay Thompson esteve muito mais presente na contribuição do jogo, e Green brilhou para carimbar a passagem.

Curry foi o maior pontuador de todas as partidas, marcando no mínimo 36 pontos, e no último jogo coroou a atuação com um triplo-duplo.

Por falar em triplo-duplo, temos de falar em Draymond Green, pois o ala-pivô foi um dos grandes nomes da equipe, com dois triple-doubles em 4 jogos das finais, e na grande decisão brilhou com 18 pontos, 11 assistências e 14 rebotes, inclusive marcando uma cesta de 3 pontos a 36 segundos do término da prorrogação, e dando números finais à partida.

Há de se falar que os Blazers lutaram bravamente. Lillard sempre muito incisivo nas partidas, e com grandes atuações de McCollum, davam uma sobrevida ao Portland.

Quem fez a torcida ficar de pé no jogo final foi Meyers Leonard

Ele que geralmente não tem grandes números por temporada, conseguiu anotar 30 pontos, apanhou 13 rebotes, e fez uma disputa ferrenha no garrafão com o time inteiro dos Warriors. A última partida foi onde os Blazers conseguiram ter um melhor desempenho ofensivo, e muito se justificou por ser o último tiro na série, e pela ausência de André Iguodala, que tem papel fundamental no jogo defensivo do Golden State.

Ponto a ponto, a partida ia se encaminhando para um desfecho dramático, e é neste momento que aparece o desequilíbrio a favor do GSW. No último quarto a diferença era de 8 pontos, e com trocas de bolas de 3 pontos, mesmo com Lillard, McCollum e Leonard extraindo o máximo do seu basquetebol, não teve jeito.

leonard

O melhor do time vinha sendo Kevin Durant, e este se lesionou. Aparece novamente Curry com seus tiros certeiros do perímetro. Curry quando bem marcado, acaba gerando espaços para Thompson, que acha uma bola de 3 pontos e dá vida ao jogo.

E quando tudo isso não dá certo, ainda tem Draymond Green em um estado iluminado, apanhando todos rebotes, e ainda contribui com muitos pontos. Um jogo de esporte coletivo é baseado em grandes variáveis, como equilíbrio na mecânica de jogo, saber atacar e defender com propriedade, intensidade, e peças que podem eventualmente decidir quando o jogo exige.

Tudo isto tem o Warriors, e me convenço cada vez mais que fica muito difícil de competir com eles nestas condições. A Bet365 oferece odds de 1.38 caso os Warriors se tornem os campeões da NBA.

Decisão de tirar o fôlego no leste!

Já era de se esperar que tivéssemos uma grande disputa entre Milwaukee Bucks e Toronto Raptors para decidir o campeão do lado leste. Até aqui tudo igual na serie que está empatada em 2-2, e tudo indica que teremos uma forte disputa até o final, podendo mais uma vez ser decidia no jogo 7.

O fator local tem sido fundamental nesta disputa, pois nas duas primeiras partidas os Bucks conseguiram se sobrepor aos Raptors. Mesmo que no jogo 1 o time de Toronto tenha liderado por boa parte da partida, não conseguiu segurar o ímpeto dos donos da casa no final.

leonard anteko

Já no jogo 2, aquele jogo agressivo que acostumamos a ver do time de Milwaukee se mostrou presente. Com uma vitória de 125-103, onde fez um primeiro tempo arrasador, Antetokounmpo anotou 30 pontos e apanhou 17 rebotes, dominando o garrafão.

Ali começava a se desenhar um cenário complicado para o time de Toronto, que levava a obrigação de ser perfeito em casa, se não quisesse ver sua chance de vencer essa final ir por água abaixo.

A chance de reabilitação era ser mais incisivo no seu jogo defensivo. Um time que consegue defender bem, mas que tinha de parar um dos melhores ataques da liga. No jogo 3 a decisão foi para a prorrogação, após um 96-96 no tempo normal.

Nesse jogo a defesa do Toronto conseguiu tirar o grego do jogo, que marcou apenas 12 pontos.

Esse é o jogo do Raptors, embora a partida tivesse 2 tempos extras, conseguiu ser efetivo na marcação, e não entrou num jogo mais corrido, que propiciaria o estilo de jogo do adversário. No final o placar de 118-112 que o recolocou na disputa.

Como nota ruim, nesse jogo Leonard sentiu uma lesão no joelho e teve de jogar no sacrifício o jogo 4. Com Kawhi debilitado, a expectativa era de dificuldades para a equipe, pois ele é o maior escape da equipe, a famosa bola de segurança.

Leonard, mesmo com um visível incômodo, pôde contribuir com 19 pontos, mas o forte jogo coletivo foi fundamental para uma nova vitória. Lorry foi o maior pontuador da equipe com 25 pontos, seguido de Powell com 18, Ibaka e Gasol com 17.

Pelo Bucks, Antetokounmpo marcou 25 pontos, mas Middleton foi quem teve a maior pontuação da noite com 30 pontos marcados.Neste jogo 4, mais uma vez o Bucks não conseguiu fazer o jogo ter sua característica, e caiu numa forte marcação mais uma vez de um time comprometido do Toronto.

Embora a vantagem de 120-102 pareça ter sido um atropelo, na maior parte do jogo foi equilibrado. Ambos muito próximos em aproveitamento de arremesso de quadra, mas foi no segundo quarto onde o jogo foi decidido.

O Raptors limitou muito o jogo do Bucks, com um aproveitamento nos arremessos de 44 a 33 por cento, 15 a 9 em rebotes, e abriu 10 pontos de vantagem ao final do
Half time.

No restante do jogo foi manter a intensidade do jogo de marcação.

O time limitou totalmente as ações ofensivas do adversário, mesmo que o grego tenha feito bons números, o jogo coletivo dos Bucks não funcionou mais uma vez.

No geral da serie, vi até agora que quando o Milwaukee consegue impor um jogo mais dinâmico, e principalmente quando joga em casa, consegue ser muito mais eficaz. Já o Toronto, mesmo que com duas grandes partidas, com grande empenho coletivo, parece ter de fazer uma grande força pra ser igualmente intenso e competitivo.

Essa lesão de Kawhi pode ser fundamental para o desenrolar da série. Já no jogo 4 não teve protagonismo, claramente debilitado, e se nas próximas partidas, principalmente com o jogo em Milwaukee, ele não se recuperar, fica muito complicado pro Raptors.

Agora a serie volta para a casa do Bucks, a tendência é de um jogo mais dinâmico e com um estilo bem agressivo dos donos da casa. Com Kawhi, o jogo fica mais equilibrado, e sem ele, ações defensivas e principalmente ofensivas ficam comprometidas.

O fator local deve pesar a favor do time de Milwaukee agora, e o estado físico do time de Toronto vai definir se tem condições ou não de ser competitivo como foi nos últimos 2 jogos. Nesse cenário, mais uma vez o beneficiado é o Golden State, que vê a disputa já garantido e descansando para enfrentar um provável time desgastado nas finais da liga.

Tem tudo para ser mais dois ou três jogos de alto nível, assim como tem sido desde o jogo 1. No jogo do dia 23 os Bucks possuem odds de 1.38 na 1xBet. Por sinal a casa oferece um bonus casas de apostas de 500 reais grátis. Aproveite.

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.