Palpites e Dicas de Apostas Esportivas Brasil e Bônus das Casas de Apostas

Futebol cínico do Atlético de Madrid triunfa novamente

O Atlético de Madrid comandado pelo treinador argentino Diego Simeone, conseguiu a façanha de eliminar o atual campeão Liverpool, na Liga dos Campeões. Um estilo de jogo que gera diversas críticas, mas que acaba sendo exaltado depois da classificação.

Atlético de Madrid: A classificação conquistada por um milagre

A euforia pela classificação do Atlético de Madrid sobre o atual campeão, Liverpool, ficou evidente após o apito final em Anfield. Não somente dos torcedores do Atlético ou dos rivais ingleses dos Reds, mas de muita gente que não engole o sucesso recente conquistado pela equipe de Klopp.

O futebol cínico do Atlético de Madrid triunfa novamente

Eu tenho um gosto pessoal por equipes propositivas, que fazem do futebol um esporte saboroso de assistir, e não de equipes que suam sangue 90 minutos para não serem goleadas. Isto é uma questão pessoal, mas não tiro os méritos daqueles que conquistam resultados com outros modelos de jogo. Diego Simeone é adepto do futebol reativo, sente-se mais à vontade de jogar defendendo e abusando de um jogo de contra-ataque.

Os estudiosos dizem que há várias formas de diferencias estilos de dois times em campo. Uma dessas formas é aquele time que controla as ações com bola, e aquele que controla os espaços. Com certeza, o Atlético se enquadra mais na segunda opção.

O problema, ao meu ver, é que o Atlético não foi em nenhuma vez durante os 90 minutos, controlador dos espaços. Fico instigado a ter uma conversa com alguém que tenha visto o jogo inteiro diante do Liverpool, e gostado do que viu em campo.

Como coloquei acima, a classificação veio praticamente por um milagre. Deus quis que o Atlético saísse de Anfield com a vaga para as quartas-de-final. No total foram 31 chutes em direção ao gol do Atlético durante os 90 minutos.

O goleiro do time espanhol fez no mínimo 5 defesas que salvaram a pele de Simeone, que vinha sendo muito pressionado em Madrid. Ainda no primeiro tempo o Liverpool abriu o placar, e não se viu uma reação do time de Simeone, a não ser se entocar dentro da sua própria área.

O problema não é ser defensivo, mas ao ponto de ser covarde, é demais. E para aqueles que bradam que o time se classificou, fico imaginando se alguma das trinta e uma bolas atiradas contra a sua meta, tivessem entrado, o quanto estariam execrando seu treinador neste momento.

Na segunda etapa o Liverpool entrou na área do Atlético diversas vezes, rematou de todas as formas possíveis. Chegou ao ponto de acertar uma bola no travessão a menos de 2 metros do gol, já sem goleiro. Isso também fazia parte da estratégia do treinador?

Na prorrogação os espanhóis foram efetivos

Me incomoda os comentaristas da obra pronta. Aqueles que exaltam a garra espanhola, que enaltecem o jogo reativo deste Atlético, somente após o final da partida. O Atlético foi efetivo na prorrogação, chutou 3 bolas, e duas delas entraram. Mas não se esqueçam que saiu perdendo no tempo extra, e somente depois disto resolveu jogar.

É um time que tem qualidade, tem peças que sabem ter a bola nos pés para ser minimamente agressivo, mesmo neste tipo de confronto. Mas decide ser medíocre, através das ideias de jogo de seu comandante.

 

Em 99% do tempo de jogo, foi dominado, poderia ser goleado, e sua defesa embora muito forte, foi vazada. Saiu atrás no tempo normal, e saiu atrás na prorrogação, mas Deus quis que seu lugar na próxima fase estivesse garantido.

Exaltem o grande trabalho de Simeone, que foi massacrado durante todo o jogo, e na liga espanhola repleta de times medianos, sequer figura entre os 4 melhores. Se tivesse sido goleado em Anfield, provavelmente estaria na Argentina neste momento, sem clube.

Vale a pena apostar no Atlético para as próximas fases da Liga dos Campeões?

Seu estilo de jogo não mudará. Se você viu o jogo diante dos ingleses e se sentiu seguro em uma aposta a favor dos espanhóis, vá em frente. Eu vi um time abdicando de atacar, mesmo com jogadores de muita qualidade. E embora seja forte defendendo, não foi controlador dos espaços, e sofreu com chances reais de ser goelado.

Das equipes já classificadas, e aquelas que ainda podem avançar para as quartas, a grande maioria tem um estilo de propor o jogo. O Atlético vai se segurar nesse modelo reativo, e jogar por uma bola em todo jogo. É verdade que nem todos tem o poder coletivo e equilíbrio do Liverpool, mas o problema na minha opinião, é a forma que o Atlético se propõe a sofrer durante todo o jogo, sem necessidade.

Hoje todos exaltam esse modelo de jogo, mas nem sempre o milagre de Anfiled voltará a se repetir. Aguardarei a mudança repentina de opiniões depois que uma das 3 bolas chutadas a gol em 90 minutos, não entrar.


Outros links Apostaganha onde você pode obter mais informações exclusivas:

  • Youtube: Assista também a todos os nossos podcasts e dicas de apostas no nosso canal exclusivo.
  • Instagram e Twitter: Se gosta de outras redes sociais siga-nos também por ai.
  • Canal Oficial: Quer receber todas Dicas, Palpites, Destaques, Tutoriais, Promoções e mais?
  • Chat: Converse com mais de 1.000 apostadores ao vivo diariamente
  • Profissionais: Tips exclusivas e gratuitas no canal dos tipsters

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *