PALPITES E DICAS DE APOSTAS ESPORTIVAS BRASIL


Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

Brasil perde dos EUA e esta fora da Copa do Mundo de Basquete

O que parecia impossível no início da competição, foi se tornando menos improvável. Mas o sonho do Brasil chegou ao fim, e nesta segunda-feira, foi eliminado pelos EUA, no mundial de Basquete.

EUA x Brasil: Jogo mais difícil do que parecia!

A pergunta que nos fazemos agora é a seguinte: era realmente possível sonhar com título mundial?

Digo que a possibilidade real de título era muito pequena, pois ainda temos um longo caminho a percorrer dentro desta modalidade. Porém, ao meu ver, o resultado obtido foi espetacular, considerando o nível de atuações que os brasileiros tiveram.

Brasil perde dos EUA e esta fora da Copa do Mundo de Basquete

O resultado final de 89-73 a favor dos norte-americanos, talvez tenha dado uma sensação de passeio em favor do adversário.

Eu vi de maneira diferente, pois ao final dos dois primeiros quartos, a vantagem era de apenas 4 pontos, e os brasileiros conseguindo impor dificuldades ao jogo dos Estados Unidos.

Volume de jogo brasileiro era interessante. No primeiro período o Brasil conseguiu arremessar mais bolas, embora tenha pecado na porcentagem de acerto. Os norte-americanos tiveram 60% de efetividade nos arremessos de quadra, e foi o que lhes rendeu a vantagem inicial.

No segundo quarto as coisas se equilibraram mais nesse sentido, mas ainda assim, o Brasil não conseguia apresentar as mesmas qualidades à frente, do que entregava defensivamente.

O jogo se manteve em um equilíbrio pela maior parte do tempo, mas não é fácil jogar diante de uma seleção que tem os melhores do mundo (mesmo que os que estivessem em quadra não sejam os seus melhores).

Os EUA tem maior qualidade na sua rotação, consegue dosar mais seus jogadores, e isso faz muita diferença em quadra.

O Brasil era muito aplicado sem a bola, conseguia impor uma resistência, mas manter esse nível de intensidade por 4 quartos, é difícil demais.

No terceiro período foi onde o jogo se decidiu.

Os EUA já tinham 4 pontos à frente, e nesse momento o Brasil teria que ser mais agressivo ofensivamente.

No entanto, foi onde o volume de jogo dos norte-americanos se sobressaiu, eles conseguiam infiltrar mais no garrafão brasileiro.

Os brasileiros tiveram mais dificuldade na marcação, e se conseguiram de certa forma limitar os arremessos de quadra em 40%, nas infiltrações foi seu maior buraco. Foram 7 lances livres marcados para os EUA, 6 convertidos, contra apenas 2 do Brasil.

basquete-3

O período 3 terminou com 11 pontos de vantagem, um time brasileiro esgotado, e ali as coisas foram quase encaminhadas para a derrota.

O último quarto foi apenas uma administração dos estados Unidos, que ainda tiveram duas cestas de 3 pontos, contra nenhuma dos brasileiros.

O jogo terminou com um sentimento de que o Brasil chegou no seu limite. Limite este que foi além das expectativas, e que dá boas esperanças a um futuro, pois as atuações foram de grande orgulho.

Brasil mais uma vez líder nos destaques individuais

Assim como foi contra a Grécia, o Brasil conseguiu ter nos seus jogadores, líderes nos quesitos individuais. Mais uma vez Anderson Varejão foi um monstro, defensivamente e também ofensivamente.

O pivô brasileiro conseguiu anotar 14 pontos, 8 rebotes e ainda deu 3 assistências. O cestinha da partida foi Benite, que anotou 21 pontos, pegou 4 rebotes e ainda deu 1 assistência.

Mas como falei anteriormente, os norte-americanos conseguem ter mais poder de fogo na sua rotação. Embora não tenha tido um grande destaque na pontuação geral, teve maior equilíbrio e distribuição entre seus jogadores.

Kemba Walker e Myles Turner foram os maiores pontuadores pelo lados dos Estados Unidos, com 16 pontos cada um.

Ainda tiveram Brown, Barnes, Smart, Middleton e Harris, todos conseguindo auxiliar bem na marcação de pontos e todos à frente dos brasileiros na tabela de pontuadores da partida.

Realmente era difícil, mas foi uma grande competição feita pelos brasileiros. Agora temos de manter essa condição futuramente, investir em categorias de base, nos espelhar no modelo americano, e buscar um profissionalismo mais sólido dentro desta modalidade.

EUA favorito para o resto da competição?

Dos que se mantiveram na disputa, Estados Unidos e Servia são os mais fortes, na minha opinião. No entanto, esse confronto que poderia muito bem ser uma final de mundial, poderá acontecer na semifinal.

Do outro lado da chave, um pouco menos qualificada tecnicamente, mas tem a Espanha como a melhor entre as 4 disputantes.

basquete 2

A Austrália chega com uma força interessante também, mas confio mais no jogo dos espanhóis, pelo que tenho acompanhado. Para os EUA serem campeões, as odds subiram para 1.83 nas casas de apostas, enquanto a Sérvia paga 4.00, ambas na Bet365.

Em uma disputa sem os EUA, a favorita é a Espanha, pagando 1.90, contra 2.90 da Austrália, e me parece uma grande opção, na 1xbet.

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.
Telegram Apostaganha
1xbet- 500 Reais de Bônus
Bet365 - 200 Reais de Bônus