Palpites e Dicas de Apostas Esportivas Brasil e Bônus das Casas de Apostas

Atalanta um conto de fadas na Liga dos Campeões

Vivemos em uma época da história do futebol, em que clubes milionários tomam conta das principais ligas, e acabam definindo o maior da atualidade na Liga dos Campeões. Não que este ano seja diferente, mas a Atalanta é um suspiro do futebol feito com menores recursos, muito trabalho e um resultado de campo excelente.

Atalanta um conto de fadas na Liga dos Campeões

São 112 anos de existência, e o time do norte da Itália jamais havia conseguido chegar até a maior competição de futebol da Europa. A Atalanta é um clube que ficou sempre sob a sombra dos gigantes italianos, e seu principal título na história foi a Copa da Itália, conquistado há 47 anos.

Atalanta um conto de fadas na Liga dos Campeões

Nunca conseguiu obter um título da primeira divisão italiana, e naturalmente nunca foi considerado um dos principais times do país, e consequentemente, investimentos milionários não fizeram parte da sua história.

Um dos principais nomes desta ascensão da Atalanta, sem dúvida alguma, é o de Gian Piero Gasperini, o experiente treinador da equipe. Chegado na metade da temporada 2016/2017, o treinador na mesma época já fez a equipe de Bérgamo chegar ao 4° lugar.

Na oportunidade, a Serie A italiana ainda não dava vaga para a Liga dos Campeões ao quarto colocado, e a equipe foi para a Liga Europa, onde fez boa campanha e caiu para o Borussia Dortmund. A temporada 2017/2018 foi um ponto fora da curva neste momento mágico da história do clube, ficando na 7ª posição da Serie A.

Já na temporada 2018/2019, voltou a figurar entre os melhores da competição, terminando a liga em terceiro lugar, à frente de grandes clubes tradicionais, como Internazionale, Milan, Roma e Lazio. Já na temporada passada, a equipe alcançou uma marca extraordinária, ao terminar a liga italiana como melhor ataque da competição com 77 gols marcados, superando a campeã Juventus.

O feito se repete na temporada atual, ocupando a quarta colocação, é disparado o melhor ataque novamente, com incríveis 70 gols marcados em apenas 25 jogos. Tem 20 gols a mais do que a líder Juventus de Cristiano Ronaldo, 10 a mais que a Lazio, 21 a mais que a Inter, e chega a ter 42 gols de diferença para o gigante Milan.

Na sua estreia na Liga dos Campeões, é a sensação do torneio

Geralmente, as equipes que são debutantes na maior competição de clubes do mundo, acabam sendo facilmente batidas, dado o nível muito superior do torneio continental, em relação às suas ligas.

A Atalanta é uma equipe que fez um torneio de luxo até aqui. Caindo no grupo que ainda tinha o poderoso Manchester City, além de Shakhtar e Dínamo Zagreb, tinha o objetivo de lutar fortemente pela segunda vaga.

No seu maior confronto, contra o City, perdeu na Inglaterra por 5-1, e arrancou um empate na Itália. Buscou a classificação na última rodada, fora de casa frente ao Shakhtar, com uma goleada de 3-0.
Seu estilo ofensivo se manteve na competição continental, é uma equipe voltada ao jogo vertical, muito inclinado ao jogo apoiado, e que gosta de transições rápidas.

Quis o destino que seu adversário nas oitavas fosse o Valencia, não que seja um time ruim, mas que deixaria o confronto mais igual, e permitiria aos italianos a condição de manter seu jogo propositivo, e não ter de mudar suas características para um modo reativo.

Não deu outra, em duas partidas válidas pelas oitavas-de-final, a Atalanta foi a equipe que mais fez gol nesta fase do torneio. Foram oito, vencendo a primeira partida em casa por 4-1, e voltando a vencer, desta vez na Espanha, por 4-3.

A equipe de Gasperini tem um estilo arrojado, joga com um modelo de jogo que utiliza muito a verticalidade dos homens dos corredores laterais.

Tem um passe muito bem planejado, consegue progredir no campo com facilidade, e tem homens de meio que se somam aos da frente à todo momento.

Não é a toa que a equipe pelo segundo ano seguido tem o ataque mais poderoso do futebol italiano. Ainda não tem um equilíbrio máximo, onde consegue amordaçar o adversário com seu jogo ofensivo. Sofre com transições, e por vezes toma gols em demasia.

Confesso que tenho prazer em ver a Atalanta jogar, é um futebol de peito aberto, que propõe e aceita a condição de sofrer pelas investidas dos adversários. É quase uma competição a cada partia, de quem sabe atacar melhor.

O futebol precisava mais disso, de times que gostam de ter a bola, de jogar, de fazer gols, e não esse bando de profissional medroso que tem receio de atacar e sofrer gols. A questão que fica é: será que a Atalanta vai se manter nesse estilo quando pegar uma potência europeia nas quartas-de-final? Eu espero que sim!


Outros links Apostaganha onde você pode obter mais informações exclusivas:

Receba Tips exclusivas e gratuitas no canal dos tipsters Profissionais Apostaganha: PROFISSIONAIS

Entre no nosso Telegram Oficial se quer receber todas Dicas, Palpites, Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promoções e muito mais…Clique aqui e assine o CANAL oficial do Apostaganha Brasil.

Mas se quer conversar conosco também no Telegram através do CHAT clique aqui…Assista também a todos os nossos podcasts e dicas de apostas no nosso canal de Youtube. Se gosta de outras redes sociais segue-nos no Instagram.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *