Melhores Apostas Esportivas, Prognósticos e Bônus – Apostaganha Brasil

A culpa do Fator SURPRESA nas apostas esportivas

surpresa

Quem acompanha a cena de apostas nos fóruns e redes sociais geralmente encontra muito esta expressão: Surpresa!

Seja para justificar um dia ruim, ou prejuízo no final de semana, ou apostas erradas, via de regra culpam-se as “surpresas”. Lemos muito que ontem foi um dia de surpresas nos jogos, tive prejuízo porque houveram muitas surpresas. Dia de vermelhas num dia de muitas surpresas em determinado campeonato e assim por diante.

Parece uma explicação simples. Mas há muitos componentes envolvidos neste tipo de justificativa. Primeiro a arrogância de tipsters e apostadores. Se há uma categoria de indivíduo que tem muita dificuldade em reconhecer seus erros são os apostadores.

 

A Culpa não é minha, é das surpresas….

 

No caso de tipsters profissionais que vendem e comercializam seus prognósticos e serviços é mais uma questão de mercado. Eles não estão dispostos a admitir erros e precisam justificar os prejuizos aos seus clientes de forma a manterem uma imagem de vencedores.

Logo, nada melhor do que culpar as surpresas, e não seu método de análise por um dia ou final de semana ruim. Deu prejuizo, culpa das tais surpresas.

No caso dos apostadores comuns, ou seja, não vendedores, é mais uma questão de ego mesmo. Para não dar o braço a torcer fica mais fácil culpar o mundo através das surpresas, do que a si mesmos pelas apostas perdidas.

Mas além desta questão de imagem há um problema metodológico que identifico nesta explicação.

Qualquer dicionário vai trazer este tipo de explicação para a palavra surpresa:

O que provoca espanto; coisa ou situação que causa admiração; aquilo capaz de surpreender, de espantar. Imprevisto; circunstância imprevista, inesperada, repentina; o que não se sabe por antecipação.

Resumindo, é algo inesperado, não previsto. No caso das apostas quer dizer que sua aposta foi perdida por fatores inesperados, surpreendentes. Que escaparam a normalidade.

O problema é que o elemento normalidade nas apostas não existe. Se o método de apostas utilizado pelo apostador está fiado no esperado, no previsto, há um problema estrutural do mesmo.

Se não bastaria apostar somente em favoritos, ou em apostas com baixas odds associadas, em suma, no esperado que teríamos a garantia do lucro. E nós sabemos que isso não é verdade. Logo, inserir o componente normalidade nas apostas é problemático.

O conceito vigente mais respeitado nas apostas esportivas é o valor. E o Valor nada tem de normal, ou esperado, ou previsto. Trata-se de um mecanismo frio de identificação de preço aonde o retorno compense o risco previsto.

O risco precisa ser quantificado, mas não o evento. Encontrar valor numa aposta nada tem a ver com ela ser ganha ou não. Tem a ver sim com a valorização da linha oferecida frente a realidade identificada para aquele desfecho.

 

Apostas são o território do inesperado

 

O trabalho constante do apostador é encontrar valor. Os métodos que cada um desenvolve para isso são diversos. Mas o processo é o valor.

Quando algum apostador transforma a atividade de apostar na busca da “normalidade” começa a percorrer o caminho do fracasso nas apostas.

E não estou falando de autoajuda aqui. Algo que por sinal tem ficado comum aos apostadores. Mas sim de uma inversão do caminho metodológico mais respeitável na identificação de uma aposta de valor.

Logo, quando alguém usa como desculpas ahh este final de semana tivemos muitas surpresas trata-se de oportunismo e uma tentativa de iludir outros sobre a real falha do método.

A culpa não pode estar no desfecho do evento. A responsabilidade da leitura da realidade é do seu método. Transferir responsabilidades é péssimo porque além de ser uma afirmação mentirosa, prejudica a sua própria evolução como apostador.

Pense, se o problema está nas surpresas e não no seu método não há nada o que melhorar. Jogos não precisam ser revistos, analises refeitas, métodos reconstruídos, é culpa do mundo, e não sua culpa.

Este tipo de artificio retórico é prejudicial em diversos aspectos.

Por isso, não culpe as surpresas quando perder uma aposta.

Desenvolva sim um método que seja imune as surpresas. Não existem surpresas suficientes no mundo das apostas esportivas que justifiquem prejuízos constantes.

Isso é só mais uma desculpa de quem não quer assumir uma responsabilidade.

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.

2 comentário

primeiro novos
por ranking primeiro novos por cronologia
1

Muito bom artigo. Congratulacões

Autor2

Obrigado Alex