A Confederação Brasileira de Futebol anunciou nesta semana novas coordenadoras para o futebol feminino da seleção. Além disto, o presidente da entidade confirmou pagamentos igualitários para as modalidades masculina e feminina, em uma ação que visa o reconhecimento e menor distanciamento do futebol feminino para a realidade atual.

CBF DÁ UM PASSO IMPORTANTE PARA A IGUALDADE DE GÊNERO NA SELEÇÃO

O futebol feminino tem mostrado uma grande evolução nas últimas duas décadas, e não somente pelos aspectos técnico e tático, mas principalmente em organização e atratividade para o público.

Mesmo que ainda não atinjam números expressivos do futebol masculino, a escalada para uma profissionalização, de fato, tem sido uma realidade cada vez mais presente na modalidade no Brasil.

Para que grandes mudanças aconteçam, é necessário grandes exemplos, e foi isso que a Confederação Brasileira de Futebol, fez nesta semana.

A entidade máxima do futebol brasileiro anunciou que os pagamentos para as seleções masculina e feminina, a partir de agora serão totalmente iguais.

Rogério Caboclo, presidente da CBF, se refere aos pagamentos relativos às diárias de cada atleta, assim como premiação por disputas e conquistas em competições. Como exemplo, Caboclo citou as Olimpíadas, que terão os mesmos prêmios, caso as seleções masculina e feminina conquistem a medalha de ouro.

No caso da Copa do Mundo, o presidente informou que os valores serão nivelados, mas tudo depende da quantia liberada pela FIFA para o futebol feminino e o masculino.

Isto porque, a Copa do Mundo masculina é o maior evento esportivo do futebol, e gera uma renda absurda, em contratos e patrocinadores, o que hoje não acontece no futebol feminino.

Ainda na mesma coletiva, o presidente anunciou as novas coordenadoras do futebol feminino da CBF. Aline Pellegrino assume a coordenação de competições de futebol feminino, e Duda Luizelli será a coordenadora de seleções femininas da CBF.

CBF DÁ UM PASSO IMPORTANTE PARA A IGUALDADE DE GÊNERO NA SELEÇÃO

A Confederação Brasileira de Futebol visa a evolução e o desenvolvimento do futebol feminino no Brasil, e dando maior autonomia para as mulheres na entidade máxima.

Lembrando que por muito tempo treinadores do futebol feminino eram homens, e a CBF decidiu modificar essa condição. Trouxe a consagrada treinadora Pia Sundhage, bicampeã olímpica com a seleção dos Estados unidos, e que levou a Suécia até a final dos jogos olímpicos de 2016.

DE QUE FORMA ISSO PODE ESTIMULAR O FUTEBOL FEMININO NO BRASIL?

Sabemos que o Brasil não é e nem nunca foi o melhor cenário para o desenvolvimento do futebol feminino. Com todo o respeito, mas dizem que somos o país do futebol, mas mais de 90% dos clubes e atletas de futebol no país, vivem em condição precária, e pagamentos miseráveis.

Se o futebol masculino ainda carece de organização, imaginemos o futebol feminino, cercado de todo preconceito, e falta de interesse do público em geral.

Acredito muito que o estimulo, e em um degrau de cada vez, o futebol feminino vai crescendo. Há pouco tempo o Brasil conseguiu criar uma liga nacional organizada, com equipes profissionais, jogadores com carteira assinada e salários pagos.

Ainda não são todas, e isso se resume a nata do futebol feminino no país, assim como acontece no masculino. Olhamos apenas para a primeira e segunda divisão, enquanto o futebol do interior e competições pequenas vão sumindo aos poucos.

Mas o exemplo e a autonomia que se dá, as mulheres no comando da CBF, fazem com que as coisas vão mudando aos poucos. Esta semana a treinadora da seleção brasileira, Pia Sundhage, convocou as atletas e na sua lista tinham muitas surpresas, cheia de jogadores que atuam no futebol brasileiro.

Isso vai além do aspecto técnico, e promove o estimulo do futebol no país. Com competições bem organizadas, o nível técnico aumenta bastante, e atletas obtém este tipo de reconhecimento.

É um recado para aqueles que acham que o futebol feminino só existe por uma regra de competições de entidades como CBF e Conmebol. Além de terem boa organização, estão dando frutos.

CRESCIMENTO

Outro aspecto importante: cada vez mais os jogos femininos vão ganhando espaço na grade de canais esportivos do Brasil. Além de noticiários em sites e mesas redonda, a transmissão dos jogos tem sido recorrente, e acaba tendo um bom retorno aos clubes, para manterem a modalidade das mulheres.

Parabéns à CBF, por tirar do papel o discurso bonito sobre igualdade de gênero, e colocou na prática uma questão importante. Parabéns aos organizadores das competições nacionais e estaduais, e também aos clubes.

Que estes possam continuar investindo, e profissionalizando o futebol feminino no Brasil, para disputarmos, de fato, grandes competições internacionais, em breve.

 

Gostou de nosso conteúdo?
Então se registre em nosso canal no Youtube. Entre em nossas redes sociais Instagram e Twitter. Ainda tem nosso Chat do Telegram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Casas de Apostas
1xBET

Bônus de 100% do depósito até um máximo 500 Reais. Código Promocional para aceder ao Bônus : 1x_87120

BET365

O bônus de boas vindas da casa oferece bônus de 100%. Depósitos de valor igual ou superior a 20 reais e um máximo de bônus de 200 reais.

BETFAIR

Bônus de boas vindas é um bônus de 100% até um máximo 400 reais. Código Promocional para aceder ao Bônus: FWB200

22BET

O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 600 reais.

BETBORO

Bônus de depósito de 50% até um máximo de 500 reais. Depositando um mínimo 50 reais, você recebe 50% do valor do depósito.

NETBET

Bônus de 50% de bônus Depositou 10, recebe outros 5, 50 recebe outros 25, e assim sucessivamente até um máximo de 200 reais

BETWAY

O primeiro Bônus de boas vindas é um bônus de 100% sobre o valor do seu depósito inicial até um máximo de 200 reais.

Ultimos Artigos